Logística Internacional – O Que é e Como Funciona



Logística Internacional – O Que é e Como Funciona
Logística Internacional

Já ouviu falar em logística internacional? Quer melhorar as relações com os colaboradores, importar e exportar? Então aprenda agora mesmo sobre logística internacional. O sucesso de uma empresa depende muito da sua organização, pois ela precisa estar focada na execução correta das suas atividades para alcançar as metas estipuladas. Para atender as necessidades das organizações, foi desenvolvida a logística empresarial, que tem como função manter todos os setores da empresa em consonância, em prol de resultados positivos.

Está em dúvida sobre onde investir seu dinheiro? A logística foi adotada pelas grandes corporações na década de 70, espalhando-se rapidamente devido à eficácia que apresentou ao longo dos anos, subdividindo-se em outras categorias para aprimorar as estratégias empresariais.




Para as empresas que trabalham com importações ou exportações, o ideal é recorrer aos métodos da logística internacional, que possibilita organizar as transações e venda dos produtos. O que é preciso entender é que quando se trata de importação e exportação a parte de logística é ainda mais difícil, problemática, exigindo uma série de observações e muito planejamento, afinal, estará tratando com pessoas de outras culturas, sem contar que terá mais “fases” para passar, como é o caso de envio da mercadoria por portos ou aviões, impostos e etc.

Já pensou em registrar a sua marca? Veja como no nosso texto de como registrar a marca. Embora a logística internacional seja cada vez mais usada, ainda existem empresas que não sabem como aplicá-la, o que pode acabar gerando transtornos e prejuízos. Para te ajudar, nós montamos esse texto com informações sobre o que é a logística internacional e como praticá-la no dia a dia para tornar a empresa mais eficiente na execução das suas atividades.

O que é logística internacional?

O conceito de logistica internacional foi criado pelos exércitos que geriam as situações de perigo, criando estratégias de defesas e de ataque, organizando as ações de modo detalhado. Além disso, também ocorria a organização da munição, alimentos, transporte, entre outros fatores.

Assim, já podemos perceber como derivou a logística, através da necessidade de criar planejamentos de organização.

Sabia que o preço de venda influencia o resultado da empresa?




Com o passar do tempo, o conceito de logística foi se modificando até ser adotado pelas empresas e receber os ajustes adequados para compreender as necessidades cotidianas das corporações, sendo dividido em categorias. Atualmente, pode-se dizer que logística internacional nada mais é do que um conjunto de ações que visam organizar as ações externas das empresas, melhorando a sua relação com outros grupos e parceiros, tendo como objetivo torná-la mais eficiente e lucrativa.

Você sabe fazer o marketing da sua empresa? Veja agora o funcionamento dos 4 ps do marketing.

Qual é a importância da logística internacional?

A logística internacional tem crescido rapidamente devido ao fato de ser realmente eficiente, pois usar esta estratégia traz diversos benefícios. Em primeiro lugar, ela organiza a empresa, fazendo com que os passos de todos os setores sejam planejados, economizando tempo, dinheiro e evitando transtornos que possam interferir nos resultados.

O uso da logística internacional é responsável por melhorar a relação entre a empresa e os seus parceiros de exportação ou importação, fazendo com que haja mais facilidade para negociar preços e prazos, sem acarretar prejuízo a nenhum dos lados.

A logística internacional também ajuda a aumentar o lucro da empresa, uma vez que reduz os erros e estimula a execução das atividades em menor tempo e maior volume.


Tratando de lucros, você sabe a diferença entre lucro real e lucro presumido?

Quando se fala em logística internacional logo se percebe que ela não é apenas importante, mas sim fundamental! Basta analisar a quantidade de processos que ocorrerão quando se faz exportações e importações para perceber que a prévia análise é imprescindível, o que, nesse caso, se trata de logística internacional.

Como usar a logística internacional na sua empresa?

Apesar de ser um termo popular, ainda existem empresas que sentem dificuldades para trabalhar com a logística internacional, o que acaba prejudicando a sua importação ou exportações de produtos. Portanto, acompanhe abaixo algumas dicas para melhorar a logística internacional da sua empresa.

1 – Conheça e estude os seus colaboradores internacionais

Ninguém faz negócios com estranhos, não é mesmo? Sendo assim, elimine todos os riscos da negociação conhecendo e estudando os seus colaboradores internacionais.

Comece fazendo uma lista com os principais nomes que possuem os produtos que a sua empresa precisa. A partir daí, deve-se levantar qual é o leque de mercadorias que os possíveis fornecedores oferecem, preços que cobram, condições de pagamento e prazos de entrega.

Quer exportar? Olhe nosso artigo sobre vender para a China.

Outro fator muito importante é pesquisar qual é a reputação da empresa com quem está se negociando, dentro e fora do seu país de origem. Analise se já no início a negociação está correndo bem, além de o fato se a empresa fornecedora tem uma boa reputação, pois há muitas delas que prometem muito, mas não cumprem nem metade das suas promessas, deixando o seu negócio na mão, acarretando prejuízos.




2 – Estude as normas de negociação internacional

Nada de negociar às escuras! Antes de assinar qualquer contrato, você precisa estudar cuidadosamente quais são as normas que regem a negociação internacional, tanto aqui no Brasil quanto no país de quem está exportando. Analise quais são as leis que te protegem, dessa maneira, é mais fácil se prevenir e evitar prejuízos.

Lembre-se que nem sempre as leis que serão aplicadas são as brasileiras, por isso, muito cuidado. Faça constar esse aspecto no plano de logística internacional, será realmente importante!

Conheça a teoria do desenvolvimento organizacional e facilite a sua elaboração de planos de negócios.

Muitas empresas começam a importar produtos, mas não têm o conhecimento sobre como negociar internacionalmente e acabam passando por diversos transtornos como, por exemplo, encomendas barradas na saída do país ou quando chega no Brasil. Também vale lembrar que as regras também podem mudar de acordo com o tipo de mercado que os produtos estão sendo importados.

3 – Avalie qual é o melhor transporte para a logística internacional

O foco da logística internacional é trabalhar as melhores formas possíveis para que a importação/exportação ocorra, tanto na questão de prazos, qualidade, quanto no quesito custos. Por isso, analisar e avaliar qual é o melhor transporte para a logística internacional é um dos pontos mais importantes.

Em se tratando de logística internacional, há duas possibilidades de transporte, sendo através de avião ou navio. A empresa deve analisar qual dessas duas alternativas compreendem as necessidades do seu negócio. Se você precisa de velocidade para abastecer o seu negócio, a melhor opção é o transporte por meio de avião, porém, é necessário preparar o bolso, pois o custo será mais alto.

Melhore a sua criatividade e inovação, assim conseguirá bons resultados nos seus negócios.

Agora, caso a empresa trabalhe com um prazo razoável para o abastecimento do seu estoque, pode-se optar pelo transporte através de navios. Nesta situação, o produto pode demorar alguns dias a mais para chegar, mas será entregue com segurança e o preço será menor.

Veja que um bom planejamento e controle de produção permitirá você ter prazos mais flexíveis e, consequentemente, utilizar uma modalidade de logística internacional mais em conta.

4 – Acompanhe o processo de transporte dos produtos

Existem diversos mecanismos que permitem à empresa acompanhar o transporte dos produtos (logística internacional), analisando se irão demorar ou não para chegar, em que lugar está e assim por diante. Dependendo do tipo de negociação feita com a empresa que está exportando, ela mesma poderá ir passando as informações conforme forem se alterando.

É comum a existência de ‘sistemas’ que permitem a consulta do que está ocorrendo com o produto, localizando-o, faça questão de encontrar exportadoras que utilizam desse sistema.

Também existe a possibilidade de acompanhar o deslocamento da encomenda através da internet, pois elas são registradas quando enviadas, o que lhes confere um número semelhante ao da postagem comum. Dessa forma, pode-se saber onde os produtos estão, em todas as etapas, até a chegada.

Quer algo mais simples? Que tal procurar por trabalhos em casa?

5 – Esteja atento a valor da moeda internacional

A empresa também deve estar atenta ao valor da moeda internacional, pois ela pode variar constantemente, o que pode comprometer os seus pedidos. Portanto, o ideal é estudar o valor do país exportador e converter para o Real. Realizar este controle é essencial para não ter que gastar mais do que o que está previsto no orçamento de compra e nem contrair dívidas internacionais.

Uma boa dica é sempre que firmar a ‘importação e exportação’ de produtos fazer um ‘contrato’ do valor, assim, caso exista variação da moeda durante esse período você não precisará se responsabilizar, ficando exatamente conforme o planejado.

Já que estamos tratando de globalização, quem sabe goste de ler nosso texto sobre globalização e meio ambiente.

6 – Aguarde os produtos passarem pela Receita Federal

Ao chegarem no Brasil, os produtos irão passar por uma vistoria da Receita Federal, que tem como função evitar que as mercadorias ilícitas entrem país, bem como para averiguar o pagamento dos impostos (principalmente). O prazo em que ocorre a vistoria pode variar bastante, de uma semana até quinze dias. Dependendo do volume dos produtos comprados será necessário pagar uma taxa de reiterada, do contrário os itens ficam retidos, podendo ser reenviados ou mandados para leilão.

É importante tomar muito cuidado com a questão de impostos dos produtos, procure fazer sempre dentro dos padrões corretos, caso contrário terá grandes problemas!

Lembre-se também de arcar com os encargos trabalhistas.

Não se esqueça de levar em consideração o prazo que os produtos podem ficar retidos na Receita Federal, deixar isso de lado pode acabar por atrasar as entregas.

7 – Providencie o transporte dos produtos até a empresa

Se a Receita Federal liberou as encomendas, é necessário preparar um transporte para levá-las até o seu destino final. Este procedimento deve ser planejado com bastante antecedência, visto que os produtos têm prazo para serem despachados. O transporte das mercadorias pode ser feito em caminhões adequados, que possuam capacidade para garantir a integridade dos itens até o momento do desembarque.

O número de caminhões deve ser definido com o volume de importações, pois quanto maior é, mais rápido e eficiente tem que ser o transporte. Ao organizar a logística dessa maneira se evita que o estoque fique vazio.

Procure fazer o selecionamento correto! Veja a importância do recrutamento.

Gostou desse resumo sobre logistica internacional? Agora você já sabe que não é apenas logística internacional transporte de carga, mas algo muito mais importante e abrangente! Procure por logistica internacional artigos.

Aplique a logística internacional e veja as melhorias!




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here