Lean Startup – Cinco Ações Importantes Para Você Saber



Lean Startup – Cinco Ações Importantes Para Você Saber
Lean Startup

Pensando em lançar um produto? Conheça o lean startup, um método/planejamento ideal para isso!

O seu salário mal dá para pagar as contas e você não aguenta mais esta situação? Que tal se tornar o seu próprio chefe e elevar os seus rendimentos mensais? Sim, esta é uma proposta extremamente ousada, mas não é impossível. Muitos empresários que hoje são sinônimos de sucesso também passaram por esta situação, mas foram fortes o suficiente para dar o primeiro passo em direção à realização pessoal e profissional.




Veja nosso texto sobre empresários de sucesso, você vai gostar!

Decidiu montar o seu próprio negócio? Pois bem, esta não será, nem de perto, uma tarefa simples, mas pode ser muito recompensadora se a sua empresa for planejada do modo correto e com responsabilidade desde o início.

Neste caso, uma ótima solução é recorrer ao lean startup, que é um conjunto de ações desenvolvidos pelos empreendedores no momento de desenvolver um produto ou um mercado.

O lean startup é um processo que pode ser crucial para que uma empresa ou produto emplaque no mercado, porém, o seu conceito e práticas ainda são poucos difundidas no Brasil.

Claro, é preciso trabalhar com um bom planejamento e foco, como em qualquer outro negócio, sem esforço não se consegue nada.




Para você que vai montar o seu negócio e quer errar o mínimo possível, nós iremos trazer aqui mais informações sobre o que é e como colocar em prática o lean startup. Confira!

Definição de lean startup

Ao pé da letra, lean startup pode ser traduzido pelo termo “enxuto”, que é muito utilizado no setor empresarial para identificar o estabelecimento de normas para a execução das tarefas e a gestão do tempo, visando reduzir ao máximo o desperdício de tempo, de matéria-prima e de recursos humanos, minimizando os erros e ampliando os acertos.

Que tal conferir nosso texto sobre 5 erros cometidos por uma pequena empresa?

Além disso, o lean startup se caracteriza por ser um conjunto de ações que são tomadas para o lançamento de um produto ou para criação de um mercado, ou seja, conquistar um novo público.

Esse processo é colocado em prática para otimizar as táticas e as abordagens empresariais, evitando que o foco das ações sejam direcionadas de forma errada e acabem gerando transtornos em vez de benefícios.


Perceba que o lean startup é uma espécie de planejamento estratégico.

Por que aplicar o lean startup na sua empresa?

Imagine que a sua empresa quer lançar um produto novo no mercado, mas para isso não faz nenhum tipo de estudo sobre a aceitação do item, bem como se existe público interessado em consumi-lo. O que você acha que vai acontecer? Pode ter certeza que não vai dar outra, a organização vai amargar um prejuízo enorme, pois está dando um “tiro no escuro”.

Portanto, saiba que ao adotar o uso dos processos lean startup, a sua empresa estará reduzindo as possibilidades de entrar em “encrencas” e acabar perdendo dinheiro. Isso acontece porque são realizados estudos diversificados sobre produtos e o mercado, o que traz mais segurança para a empresa.

Lembre-se sempre de fazer uma pesquisa de mercado para verificar se existe demanda para o seu produto, bem como a forma que seu consumidor/público alvo se comporta.

Base do lean startup

O lean startup funciona basicamente através de um tripé, ou seja, tem três conceitos, que quando somados dão origem a outros conceitos que facilitam a administração do negocio e das suas atividades.

Em primeiro lugar, ocorre o Customer Developmente, que é o processo em que são feitos testes detalhados sobres ideias e hipóteses de negócios, o que possibilita estudar os clientes e a sua recepção com relação ao lançamento de um novo produto.

Em segundo lugar, acontece o Desenvolvimento Ágil, que pode ser definido como a aplicação de metodologias Scrum e XP, que servem para reduzir o tempo de desenvolvimento das ações empresariais, chegando mais rápido aos objetivos estipulados.




O último item do tripé lean startup é a Plataforma Tecnológica como Commodity, que nada mais é do que o uso de softwares de baixo custo e alta funcionalidade, que são essenciais na execução das atividades diárias como, por exemplo, Google Adwords, WordPress, Amazon EC2, entre outras.

Veja um pouco sobre marketing digital e a utilização do Google Adwords.

Conheça as ações do lean Startup

Quer montar a sua própria empresa ou melhorar os processos de execução das atividades? O primeiro passo é conhecer o lean startup e saber como colocá-lo em prática do modo correto. Por isso, conheça abaixo quais são as ações do lean startup.

1 – Circuito de reação da Lean Startup

Qual é o produto que a empresa vai vender e o seu nicho de público? O empresário que deseja ser bem sucedido deve ter esta resposta na ponta da língua. Pensando nisso, uma das primeiras precauções do lean startup é o circuito de reação, que é o processo que consiste em construir um produto e estudar a sua repercussão junto aos clientes.

Primeiramente, o circuito de reação estuda o seu público e direção que quer dar ao seu negócio e, com base nisso, cria uma ideia de produto ou um novo nicho de mercado. Após este processo e a apresentação da mercadoria ao público, a empresa tem que analisar se ela atendeu os seus objetivos. A partir daí ocorre a terceira ação, que é verificar se manter o produto no mercado é lucrativo.

2 – Lean Startup analisa o produto viável mínimo

O PVM (Produto Viável Mínimo) é classificado como a versão de outro produto, que possibilita que a empresa colha uma quantidade máxima de informações sobre o público-alvo. Esta etapa funciona da seguinte forma: a empresa lança no mercado um produto temporário cuja continuidade depende da sua aceitação entre os consumidores.

Sendo assim, a organização desenvolve a mercadoria, lança no mercado e designa uma equipe que ficará responsável por coletar todos os dados da entrado do item, volume de consumo e impressões que os consumidores estão tendo a seu respeito.

Feito isso, as informações coletadas são utilizadas para aprimorar o produto ou retirá-lo de circulação, caso não tenha gerado um resultado satisfatório.

3 – Desenvolvimento contínuo na Lean Startup

Sabe aquela história de tempo é dinheiro? Pois bem, no mundo dos negócios é a mais pura verdade, pois quanto mais tempo uma empresa demora para executar uma tarefa, mais recursos ela gasta e, consequentemente, dinheiro, diminuindo as possibilidades de apresentar uma novidade ao mercado, visto que outra marca pode ter se adiantado.

Por isso, uma das ações do lean starup é o desenvolvimento contínuo, em que é criado um código de implementação da execução do projeto, tendo como objetivo fazer com que todos os setores da empresa sigam o mesmo protocolo e cumpram as atividades em menor tempo, poupando recursos e atingindo as metas.

4 – Testes fazem parte da Lean Startup

Há casos em que a empresa não chega a um denominador comum sobre um determinado produto. O que fazer nesta situação? Lançar a mercadoria mesmo sem saber se vai agradar o público consumidor? Não, para estas situações, o lean startup conta com as ações de testes A/B.

Neste processo, a empresa lança duas ou mais versões de um produto e se incumbe de analisar os seus volumes de venda e quem são as pessoas que estão consumindo. Com base neste estudo, a organização pode manter as versões para atender a nichos diferentes ou mantém apenas o modelo mais lucrativo.

Claro, outros fatores devem ser levados em consideração, como é o caso dos vendedores e as técnicas de vendas utilizadas. Um vendedor melhor preparado pode ter um índice maior de vendas, por isso é interessante levar em consideração um período de tempo superior a 2 meses.

5 – Métricas de vaidade aplicada a Lean Startup

Uma das ações mais importantes do lean startup para as empresas são as métricas de vaidade, que é um conjunto de medidas que servem para controlar todos os processos realizados como, por exemplo, softwares utilizados para o desenvolvimento das tarefas, cadastro dos clientes, canais de comunicação, a realização das vendas, receptividade no mercado em relação à marca e as mercadorias, entre outras coisas.

As métricas de vaidade são utilizadas para que a empresa tenha informações para controlar o seu desenvolvimento interno e externo, o que permite perceber falhas e trabalhar para corrigi-las, além de identificar oportunidades de mercado.

Perceba que o lean startup é um método de lançamento de produtos realmente complexo e que traz um resultado incrível. Vale a pena conferir ais e trabalha-lo, talvez, contratar pessoas capacitadas e acostumadas a trabalhar com ele, pois assim consegue-se ter um melhor desempenho.

E você, vai utilizar o lean startup?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here