Custos de Produção – Cinco Dicas Importantes



Custos de Produção –  Cinco Dicas ImportantesNão consegue gerar lucros para a sua empresa? Aprenda agora tudo sobre custos de produção e acerte o preço.

Sabe o dispositivo que você está usando para acessar este texto? Então, você não o comprou apenas pelas suas funções ou estrutura, mas sim, por todos os serviços e mercadorias que foram necessários para que ele pudesse ser produzido.




O nome disso é “custo de produção”, que é uma questão que deve ser levada a sério por todas as empresas, uma vez que isso pode refletir de modo positivo ou negativo nos seus rendimentos financeiros.

Conhecer o custo de produção é requisito básico para ser um empreendedor, já que o valor precisa refletir esse custo de produção e, ao mesmo tempo, gerar lucro sem onerar demasiadamente o consumidor.

Toda empresa de porte pequeno, médio ou grande tem a obrigação de conhecer os seus custos de produção, pois somente desta maneira será possível taxar os seus produtos com um preço justo para ela mesma e para o público consumidor. Se isso não acontecer, a tendência é que a empresa perca dinheiro porque está vendendo por um valor abaixo do mercado ou está muito alto, afastando os consumidores.

Eu concordo, descobrir o preço de venda “perfeito” não é uma tarefa fácil, mesmo sabendo os custos de produção, já que inúmeros outros fatores devem ser levados em consideração. Por isso, temos aqui no site um artigo específico sobre o assunto: Como formar o preço de vendas.

Analisar os custos de produção é uma tarefa relativamente complexa, uma vez que é necessário elencar e estudar os gastos nos mínimos detalhes e, posteriormente, somá-los da maneira correta. Uma boa dica para facilitar este trabalho é utilizar uma planilha de gastos.




Para que você não tenha mais dúvidas sobre os custos de produção, reunimos as melhores informações em um lugar só, em nosso texto!

Entenda o que são custos de produção

Se você vai ingressar no mundo dos negócios ou anda meio perdido nas questões financeiras da sua empresa, a primeira coisa a se fazer é entender a definição de custo de produção.

O conceito é bem simples, trata-se de todos os gastos realizados para que seja viável a produção de um determinado produto. Um grande erro que as pessoas tendem a cometer é ver os custos de produção como apenas a matéria prima, o que é extremamente errado.

O custo de produção é a matéria, financiamentos de maquinários, mão de obra, logística, marketing, encargos sociais/trabalhistas, impostos, enfim, todos os custos que, diretamente ou indiretamente, existem na produção de um produto/serviço.

Por exemplo, para produzir arroz será necessário o trabalho de um agricultor, de quem irá realizar a colheita, o transporte para a indústria, processos de tratamento, recebimento de embalagem, semente e transporte para o destino final. Os gastos realizados em todos estes processos são incluídos no preço em que o produto será comercializado.


Por que a empresa deve saber o seu custo de produção?

Imagine que uma empresa deixa de mensurar o seu custo de produção e passa a taxar o preço dos seus produtos a reveria. Sabe o que vai acontecer com ela? Em pouco tempo estará sofrendo as consequências deste ato, pois começará a perder dinheiro, uma fez que quando não há o estudo dos custos de produção, a empresa pode vender as suas mercadorias por um valor baixo ou muito alto.

Pense da seguinte forma, supondo que venda os produtos por valores muito altos, tem-se uma redução da demanda e a perca de clientes para a concorrência, já, por outro lado, quando se vende por valores abaixo do ideal, tem-se um grande volume de vendas, mas devido ao baixo lucro, acaba-se por não acumular recursos para a empresa. Ambas as situações são ruins.

Para não se deparar com esta situação no seu negocio é essencial saber o seu custo de produção. Além de poder precificar os produtos de maneira justa e lucrativa, ter conhecimento dos gastos relacionados à produção também ajuda no controle administrativo da empresa, sendo possível injetar mais dinheiro para melhorar os processos, ou mesmos determinar métodos para reduzir o desperdício e tornar a produção mais barata.

Está achando seus gastos elevados demais? Veja nossas técnicas de redução de custos.

Aprenda a mensurar o custo de produção

Não quer mais que a sua empresa perca dinheiro devido à precificação errada dos produtos? Então está na hora de saber mais sobre os gastos que são necessários para que cada mercadoria fique pronta e com qualidade. Por isso, aprenda abaixo, como mensurar o custo de produção:

1 – Conheça os custos de produção

Antes de qualquer coisa, é necessário que o empresário de sucesso conheça quais são os custos de produção da empresa, ou seja, os gastos que estão relacionados a cada tipo de produto desenvolvido. É importante ressaltar que os custos podem variar de acordo com o ramo de atuação da empresa, bem como o modo como as atividades são exercidas.

Porém, existem alguns custos de produção básicos, que estão presente em todos os tipos de empresa. O primeiro deles que podemos citar é a matéria-prima, obviamente que, para que as mercadorias sejam confeccionadas é necessário contar com itens de qualidade. Para que a produção seja viável tem-se que ter profissionais capacitados, ou seja, a mão-de-obra.




Para que os profissionais possam trabalhar e fabricar os produtos é preciso ter as ferramentas e maquinários adequados, que devem ser compradas e mantidas em bom estado. Quando os produtos ficam prontos é necessário embalá-los com um material próprio para a sua conservação. Para que a empresa funcione tem-se que ter luz, água, telefone, internet, entre outras coisas.

Também há o custo de distribuição e transporte das mercadorias. Todos estes processos citados são classificados como custo de produção.

2 – Separe os custos por tipos

Já conhece todos os custos de produção da sua empresa? Pois bem, agora é o momento de separá-los por tipos, pois desta forma o seu controle se tornará mais organizado e consequentemente prático, evitando o retrabalho que é refazer os cálculos ou chegar a resultados incorretos, que de um jeito ou de outro irão gerar prejuízos financeiros para a organização.

Lembre-se de sempre estudar a gestão financeira do seu negócio, manter tudo sob controle é fundamental!

Basicamente, pode-se dizer que os custos de produção estão divididos em duas categorias. Na primeira categoria estão os custos diretos, que são aqueles que, como o próprio nome diz, estão diretamente ligados à confecção do produto e que podem ser controlados por medidas de consumo como, por exemplo, horas de mão-de-obra empregada, quilogramas de matérias-primas, número de embalagens, entre outras.

Já a segunda categoria diz respeito aos custos indiretos, que são aqueles que não estão incluídos na confecção das mercadorias, mas que são necessários para que a produção seja viável como aluguel, luz, água, supervisão de fábrica, manutenção, etc.

Levando isso em consideração, estude os custos de produção da sua empresa e separe-os entre diretos e indiretos. Dessa maneira, é possível descobrir em que área está gastando mais, necessidade de aumentar ou reduzir os investimentos no setor produtivo, entre outras práticas que podem auxiliar em atingir o ponto de equilíbrio no preço.

3 – Calcule os custos de produção

Para chegar a um valor total do dinheiro que é gasto para que os produtos da empresa fiquem prontos é necessário calcular os custos de produção. O ideal é começar pela matéria-prima, neste caso há que se mensurar a quantidade, em medidas dos elementos usados na produção e posteriormente o preço destas de cada uma delas.

Por exemplo, supondo que o estabelecimento trabalhe com a confecção de bolos, é preciso calcular o KG ou unidade de cada componente utilizado como açúcar, farinha e ovos.

Na sequência, é preciso calcular o custo da mão-de-obra, esta tarefa é relativamente mais simples, basta somar os valores das horas de trabalho prestadas por cada funcionário. Feito isso, mensura-se os custos indiretos, fazendo um estudo da média dos gastos com luz, água, telefone, internet e assim por diante. Por último, deve-se calcular todos os valores obtidos em cada processo de produção.

4 – Taxe o preço dos produtos a partir dos custos de produção

Chegou ao total de tudo que é gasto para que os produtos sejam confeccionados? Então é necessário que você aprenda a taxar o preço das mercadorias a partir dos custos de produção.

Neste caso, é feita a taxação em porcentagem, ou seja, determinar a quantia que será inclusa no valor final da mercadoria, isso não inclui a sua finalidade e valorização no mercado, mas sim os custos de produção. A porcentagem deve compensar os gastos.

Talvez você esteja em dúvida sobre até que “ponto” o preço pode influenciar na sua empresa, por isso, sugiro a leitura do nosso texto sobre o preço de venda e a influência no resultado da sua empresa.

5 – Reveja os custos de produção

Os custos de produção não são permanentes, uma vez que os valores das matérias-primas e demais gastos podem variar ao longo do tempo. Portanto, é preciso que os custos de produção sejam revistos periodicamente para que os valores sejam reajustados e os produtos continuem sendo vendidos por um preço justo.

Qual é o custo de produção do seu negócio? Reflete o preço necessário?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here