Criar Uma Empresa – Veja 8 Passos Importantes



Criar Uma Empresa – Veja 8 Passos Importantes
Criar Uma Empresa

Criar uma empresa não é nada simples, por isso criamos esse texto com toda a questão burocrática, confira!

Você tem uma reserva de dinheiro e uma grande vontade de mudar de vida? Que tal concentrar todos os seus esforços em criar uma empresa própria? Neste caso, além de dinheiro e vontade, também é necessário contar com uma boa ideia de negócio, afinal de contas, o mercado empresarial é concorridíssimo e carece de inovação.




Um negócio próprio pode lhe trazer muitos lucros, mas antes disso é preciso saber como montá-lo adequadamente, pois se tem de estar de acordo com as exigências feitas pelas autoridades locais e os demais órgãos que são responsáveis por regulamentar o setor empresarial, do contrário, a empresa estará operando de forma ilegal, correndo o risco de sofrer multas ou mesmo ter que fechar as portas.

Alguma vez já pensou em ser um empreendedor? Temos um texto voltado apenas para empresários de sucesso, confira, é inspirador.

Definitivamente, criar uma empresa não é um processo fácil, muito pelo contrário, há que se passar por muitas situações burocráticas e se você quiser ser um empresário bem sucedido terá que enfrentá-las.

O grande problema de criar uma empresa é que você precisará trabalhar tanto o quesito “empreendedorismo”, que engloba planejamentos estratégicos, funcionários, produção, qualidade no atendimento e etc, quanto à questão burocrática. Existem pessoas que contratam terceiros para cuidar dos “papéis”, porém, ter uma noção do que está acontecendo e como funciona é realmente importante.

Para você que vai começar o seu negócio reunimos excelentes dicas e informações sobre como criar uma empresa.




1 – O empreendedor

Começar um negócio próprio é uma responsabilidade muito grande e deve ser feito apenas quando a pessoa tem certeza do rumo que deseja tomar profissionalmente, uma vez que a empresa só terá chances de emplacar e crescer se ela se empenhar muito em fazer dar certo. Por isso, antes de dar o primeiro passo, é essencial que o futuro empresário defina o que ele quer.

Posso começar um negócio apenas por que é uma tendência do mercado? Bom, a verdade é que até pode, mas não é nenhum pouco recomendado. Em primeiro lugar, se você vai começar uma empresa, o “ideal” é que seja em uma área em que se tenha vontade de trabalhar e habilidades profissionais. Afinal de contas, é necessário conhecer com profundidade as atividades que serão realizadas.

Além disso, é necessário que o empreendedor tenha noção de que a sua ideia de negócio é uma oportunidade de mercado, pois não dá para abrir uma empresa por mero capricho, não é mesmo? Sendo assim, é preciso realizar uma pesquisa de mercado para checar se existe um público para consumir os serviços ou produtos que se pretende oferecer.

2 – Defina o público-alvo para criar uma empresa

Para quem a sua empresa vai operar as suas atividades? Esta é uma resposta que o empreendedor tem que ter na ponta da língua antes mesmo de abrir as portas do seu negócio? As oportunidades do mercado estão cada vez mais segmentadas, por isso, é recomendado que a sua empresa encontre um nicho mais específico de atuação.

Neste caso, é indicado que o empresário analise as atividades que pretende desenvolver e, a partir daí, defina quem será o público-alvo da sua empresa. Para tornar este processo mais seguro, uma boa alternativa é realizar pesquisas para identificar se existe uma carência do serviço que será prestado e quem são as pessoas que se interessam por ele.


 3 – Determine a natureza comercial e jurídica da empresa

Após definir que tipo de empresa será criada, é necessário começar a realizar os procedimentos jurídicos para que ela possa trabalhar dentro da lei. Nesta etapa, a primeira coisa a se fazer é determinar a natureza comercial do empreendimento, ou seja, em que área do comércio e indústria ele vai prestar os seus serviços.

Feito isso, tem-se que partir para a definição da natureza jurídica da empresa. Neste ponto, é preciso que o empresário estipule se a empresa será uma Sociedade Anônima, Sociedade Limitada, Associação Microempreendedor individual ou uma Cooperativa. Esta definição tem que ser feita de acordo com o tamanho e estrutura da organização, juntamente com órgão público em que ela será registrada.

Registrar uma empresa exige uma série de burocracia, por isso, informe-se bem como fazer para não perder tempo e dinheiro. Uma boa dica é procurar aqui no site os artigos relativos a abertura de empresas, com certeza encontrará todas as informações necessárias, como é o caso do link acima mencionado que ensina como criar uma pequena empresa microempreendedor individual.

4 – Consulta de imóvel, nome da empresa e sócio ao criar uma empresa

Em que local o seu empreendimento será aberto? Esta é uma questão que pode ser crucial para que o negócio seja bem sucedido ou não. A primeira coisa a se fazer é escolher um ponto em que haja a circulação do seu público-alvo.

Por exemplo, caso a empresa ofereça um serviço para mulheres de até 30 anos de idade, é necessário que ela seja instalada em um local em que ocorra o fluxo dessas pessoas.

No entanto, também é preciso tomar cuidado com relação ao lugar selecionado para criar uma empresa e abrir o seu negócio próprio, pois ele não pode ser escolhido a seu bel prazer.

Isso acontece porque se tem que consultar a prefeitura da cidade para saber se é viável abrir o negócio no imóvel e lugar pretendido. A consulta deve ser realizada com uma cópia do carnê de IPTU e do Habite-se.




Defina qual será o nome da empresa, depois é só ir até a Junta Comercial da cidade, averiguar se o nome está disponível e fazer o seu registro, para não perder tempo o ideal é ter em mente, pelo menos, três opções de nome, caso um deles já tenha sido usado anteriormente por outra organização.

Vai abrir a empresa com um sócio? Então, previna-se contra possíveis surpresas desagradáveis, verificando qual é a situação dele junto a Receita Municipal, Estadual e Federal, além da Junta Comercial, não é recomendado começar um negócio com alguém que está atolado em dívidas ou tenha dívidas com a Justiça.

5 – Registro do contrato social é importante para criar uma empresa

Muito bem, você fez todas as consultas citadas anteriormente e está tudo certo? Agora é o momento de fazer o registro do contrato social, que é o documento mais importante da empresa, uma vez que traz todas as especificações referentes ao tipo de atividades realizadas, o setor de atuação, entre outras coisas.

Para fazer o registro do contrato social será necessário que o empreendedor se dirija até a Junta Comercial da cidade munido de todos os seus documentos pessoais e os da empresa. O registro será efetuado após o órgão analisar a documentação e decidir permitir abrir o negócio.

6 – Solicitação do CNPJ e Inscrição Estadual quando abrir o negócio

O CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) é essencial para que a empresa exista legalmente e possa operar as suas atividades. Além disso, através do CNPJ e inscrição estadual, torna-se possível obter algumas vantagens como empresa, dentre elas estão a possibilidade de negociar prazos com distribuidoras e até mesmo vantagens que são exclusivas para pessoas jurídicas.

Por isso, após a aprovação do contrato social, o empreendedor tem que procurar a Receita Federal para formalizar a sua solicitação do CNPJ.

Algumas empresas, geralmente as de pequeno porte, não precisam fazer a Inscrição Estadual, mas para ter certeza e garantir que fará tudo certo, é preciso consultar a Secretaria Estadual da Fazenda do seu estado e analisar se a sua modalidade de negócio precisa ou não de registro estadual. Caso o registro seja exigido, o processo pode ser feito através da internet, basta apresentar todos os dados e documentos solicitados.

7 – Inscrição Municipal para criar uma empresa

Independente do tipo de atividade que a empresa vai realizar ou do seu porte ela precisa fazer a inscrição municipal. Para cumprir esta etapa é preciso recorrer à Secretaria da Fazenda da cidade em questão, sendo necessário apresentar os documentos pessoais e os da empresa que já foram retirados.

A partir da inscrição municipal, o empreendedor poderá obter o alvará para executar as suas atividades normalmente, o que lhe concede direitos e também deveres que devem ser cumpridos à risca, pois do contrário há o risco de receber multas.

Um ponto importante a ser mencionado são as multas. As multas aplicadas a empresários não são nada irrisórias, principalmente quando diz respeito ao fisco. Por isso, empresários de sucesso tomam cuidados extremos para evitar problemas nesse sentido.

 8 – Autorização para impressão de documentos fiscais

Você seguiu à risca todos os processos de regularização que são necessários para criar uma empresa? Para finalizar a formalização da empresa tem-se que obter a autorização para a impressão de documentos fiscais como, por exemplo, a nota fiscal, que é concedida aos consumidores.

Para realizar esse procedimento, o empresário tem que procurar a Agência da Receita Estadual, fazer a sua inscrição e aguardar a disponibilização de uma senha, que permite a impressão de Documentos Fiscais, que possibilita a confecção de talões de Notas Fiscais.

Outra forma é pedir o software de emissão de notas fiscais eletrônicas, porém, após o tempo de “experiência” você será cobrado pelo serviço.

Lembre-se que na criação de uma empresa é importante seguir passo por passo, assim garantirá que o processo seja feito corretamente e evitará problemas posteriormente.

Agora que já sabe como criar uma empresa, montará a sua?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here