Pesquisa exploratória



Pesquisa exploratóriaO que é pesquisa exploratória? A pesquisa exploratória é importante de forma acadêmica e para análise de dados, pois como o nome já diz a pesquisa exploratória requer a exploração para se extrair dados e informações.

O levantamento de fatos é essencial para a pesquisa exploratória, pois a pesquisa exploratória pressupõe experimentação e descrição.




Por isso, é necessário que o pesquisador conheça e identifique problemas, situações com a existência de sistemas, de teorias e outros.

Este tipo de pesquisa exploratória trabalha para caracterizar problemas, fatos e situações, ou seja, a pesquisa exploratória depende de investigação, por isso ela é bem útil para o ambiente organizacional no que tange descrever de forma sucinta fatos, situações e problemas.

Aplicações da pesquisa exploratória

As aplicações da pesquisa exploratória são aquelas voltadas para marketing, pesquisa de desenvolvimento de produto, clima organizacional, melhoria de processos e outros.

Nesse aspecto os dados úteis para a pesquisa exploratória são aqueles dados que caracterizará a empresa com dados como endereço, número de funcionários, quais produtos, histórico e informação sobre gestão de pessoas, estrutura organizacional, tudo isso para estudo do ambiente organizacional.

O ambiente organizacional é o objeto de pesquisa pelo qual se pode estudar e analisar diversos fatores da empresa ligados, por exemplo, á gestão de pessoas.




As informações obtidas sobre gestão de pessoas podem ser aquelas que contenham dados descritivos e não mensuráveis com números sobre programas voltados para o desenvolvimento pessoal e profissional, programas de reconhecimento e remuneração, desenvolvimento organizacional e ainda programas de treinamento e de seleção e recrutamento.

Tipos de pesquisas exploratórias

As pesquisas exploratórias são bem ativas e precisam de dados e fatos concretos para ser realizadas.

E para o desenvolvimento da pesquisa exploratória existem diversos tipos a ser explorados: grupo de foco – este tipo de pesquisa consiste em explorar a opinião de um grupo de entrevistados que se reuniram para discutir um assunto sobre um problema encontrado na operação de uma empresa ou sobre pesquisa de mercado.

Portanto, os entrevistados podem ser escolhidos do público-alvo, sendo que a escolha dos participantes dependerá do planejamento prévio da pesquisa e por isso, o público-alvo participante deve estar de acordo com o perfil a ser entrevistado.

O grupo de foco deve ser formado com os critérios, pessoas que tenham experiência anterior com o objeto de pesquisa.


Para participar das pesquisas é oferecido ao grupo algum incentivo como brindes, cachê e outros.

No tipo de pesquisa com grupo de foco podem ser utilizadas pesquisas com a materialização do objeto, ou seja, com degustação ou uso de algum produto. As discussões no grupo de foco são orientadas e auxiliadas por este orientador para que os entrevistados respondam exatamente o que é importante para a pesquisa.

Para a pesquisa com grupo de foco, o ideal é que participem um número de até 12 pessoas.

O grupo de foco é cabível para pesquisas de tendências, consumo, comportamento dos consumidores, conceitos de produtos e outros.

Entrevistas nas pesquisas exploratórias

As pesquisas exploratórias têm como principal recurso às entrevistas feitas de forma direta e por isso, alguns recursos utilizados são: a gravação, o espelho para que os participantes sejam observados sem que se sintam intimidados.

Os moderadores das entrevistas devem conhecer fatores comportamentais como expressões físicas, evidências e outros.

Claro que, como em todas as pesquisas, a pesquisa exploratória também encontra limitações e nas entrevistas a limitação é quanto à subjetividade, por isso as repostas devem ser interpretadas sem subjetividade.




As entrevistas em profundidade são aquelas que buscam fugir de qualquer subjetividade e por isso entrevistam participantes um de cada vez para obter respostas precisas, sem influência.

A vantagem da pesquisa é tratar de assuntos que sejam polêmicos sobre o ambiente organizacional, ou assuntos que sejam tabus na sociedade.

Já a desvantagem é que a interpretação das respostas caberá a um só entrevistador, por isso, o entrevistador deve ser escolhido para que suas interpretações não sejam subjetivas.

Técnicas projetivas

Técnicas projetivas são recursos de pesquisas que trabalham com abordagens.

Esta abordagem é não estruturada e as perguntas são indiretas, porém não se revela o motivo da pesquisa.

As respostas dos entrevistados dependerão de mecanismos como: completar estórias, palavras, frases, interpretar papéis e outros.

Modelo de pesquisa exploratória

Os modelos de pesquisas exploratórias são aqueles que dependem de dados secundários, como os dados extraídos de fontes bibliográficas, documentais, estatísticas, levantamentos de pesquisas anteriores, experiências realizadas, estudos de casos e entrevistas e observações.

O importante é que as pesquisas exploratórias tenham objetivo, estruturação e colete dados e informações úteis para análise.




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here