Métodos de avaliação de empresas



Métodos de avaliação de empresasOs métodos de avaliação de empresas são muitos e alguns são mais indicados a empresas maiores, como alguns que veremos a seguir. Estes métodos aplicam técnicas que se baseiam no desconto de fluxo futuro de benefícios. O princípio é que a empresa terá valor quando tiver a capacidade de gerar lucro ao longo do tempo.

Métodos de avaliação de empresas para este fim são, geralmente, quantitativos, mas outros aspectos também estão envolvidos no processo de avaliação. O valor exato não será dado por nenhuma técnica e o que se espera então é que os métodos de avaliação de empresas estejam estimando o mais próximo possível do quanto valha realmente a empresa em questão.




Muitos fatores vão influenciar o valor de uma empresa e é difícil que haja um controle sobre eles. Alguns dos principais são: quem está avaliando, interesses, objetivos pessoais, o contexto em que a negociação está sendo feita, etc. Este último está relacionado à economia, política, sociedade, etc.

Os principais métodos de avaliação de empresas são o método patrimonial, do fluxo de caixa descontado, múltiplos de faturamento e alguns outros.

Métodos de avaliação de empresas – Método Patrimonial

Em uma conta simples, podemos estimar o valor patrimonial da empresa. Basta diminuir o valor total de mercado do seu ativo pelo valor total de mercado das dívidas. Revela-se como um método indicado para análise do acúmulo de lucros e os investimentos que já se passaram, em contraste com a baixa estimativa da capacidade de lucros futuros.

Métodos de avaliação de empresas – Fluxo de caixa descontado

Os mercados financeiros, de capitais e empresas que estão se fundindo preferem, geralmente, o método de fluxo de caixa descontado como método de avaliação de empresas. A ideia é basear-se na teoria que o negócio tem seu valor a partir da expectativa de benefícios futuros que irá produzir, ou seja, na capacidade de enriquecimento futuro, porém correndo riscos.

Neste método, projetam-se fluxos de caixa operacionais adaptando-os aos valores do presente, por descontos apropriados que estejam levando em conta os possíveis riscos e custos.




Tratando de estimativas do futuro, não é possível saber exatamente o comportamento da empresa, diante de tantas variáveis, como o fluxo de caixa operacional, o valor residual da empresa, taxa de desconto de fluxos de caixa, o tempo que irá levar para chegar ao fluxo esperado, etc.

Métodos de avaliação de empresas – Múltiplos de faturamento

Bastante criticado, o emprego de múltiplos é muito controverso. Muito limitado, apresenta várias falhas devido ao basear-se em critérios da contabilidade clássica.

A atribuição de valor a uma empresa num método de avaliação de empresas é, geralmente, para estimar o mais preciso possível quanto vale uma empresa e, no caso dos múltiplos de faturamento, há a atribuição de um valor a uma empresa com base no produto de um múltiplo, de forma bem subjetiva. A base científica seria bem vinda nos métodos de avaliação de empresas, mas neste caso deixou a desejar.

De acordo com a Acquisitions, o modelo de avaliação de empresas baseado em múltiplos é muito bem aceito por conta da facilidade de aplicação.

Conclusão

Para calcular o valor de uma empresa, diversos métodos de avaliação podem ser escolhidos. Conforme o tamanho da empresa, o objetivo da venda, fatores externos e outros pode-se escolher o que melhor atende às necessidades do empresário.


Com valores agregados, os métodos são bem mais confiáveis, mas ainda há a necessidade de variáveis da contabilidade tradicional, que nem sempre estão disponíveis para todas as empresas. Ultimamente, o fluxo de caixa descontado tem sido o método de avaliação de empresas mais utilizado, porém ainda possui certa dose de subjetividade na taxa de desconto.




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here