empreendedores

Resenha do trabalho desenvolvido pelos autores, Ailton Carlos da Silveira, Giovanni Gonçalves, Jardel Javarini Boneli, Niciane Estevão Castro e Priscila Amorim Barbosa (Graduandos de Administração Faculdade Novo Milênio) e Daniele Jannotti S. Villena (Mestre em Administração e Professora da Faculdade Novo Milênio).

Esta resenha deseja demonstrar que o empreendedorismo surge a partir de uma oportunidade, com a criação de algo novo. Para se obter a sucesso, são imprescindíveis durante esse processo o persistência, dedicação, e ousadia.

Existe no entanto a necessidade de prever os riscos, pois são naturalmente presentes no ato de empreender, dessa forma, deverão ser previstos e calculados, afim de evitar grandes surpresas no decorrer do processo.

O conceito de empreendedorismo é muito subjetivo, apesar de todos pensarem conhecer, ainda não conseguem definir de forma correta o que essa prática realmente representa. O ato de empreender ainda se apresenta como uma novidade no Brasil, onde se popularizou em meados dos anos 90, no entanto essa subjetividade pode se dar devido as diversas concepções que o mesmo possui

Existir concepções de que o ato de empreender é uma característica nata, presente em indivíduos que nascem com características propícias para empreender com sucesso. No entanto existe também os indivíduos que são influenciados pelo meio onde vive, podendo desenvolver tais características com o tempo, através de estudos, influência familiar, práticas e formação.

Segundo Dolabella (1999,p.12), o indivíduo necessita de um comportamento pró ativo, para que se possa aprender e empreender “aprender a pensar e agir por conta própria, com criatividade, liderança e visão de futuro, para inovar e ocupar o seu espaço no mercado, transformando esse ato também em prazer e emoção”.

Quatro fatores fundamentais para se aprender e empreender

 Energia

Visão

Liderança

Relações

Para Filon (1999) se destaca como características as relações, a qual se obtém os conhecimentos necessários e fundamentais no interior de uma estrutura de mercado. As relações proporcionam as informações necessárias durante a tomada de decisões, além do conhecimento diante a realidade do mercado.

Atualmente, a necessidade de possuir e desenvolver profissionais com perfil empreendedor, faz parte do cotidiano das organizações. Esta necessidade se caracteriza pelo fato desses profissionais serem os responsáveis pelas criações, modificações e visões inovadoras para se obter um destaque maior e uma diferenciação positiva frente à concorrência.

 Características dos empreendedores

Indivíduos dotados de ideias realistas e inovadoras;

Desenvolve um papel otimista;

Enfrentam obstáculos internos e externos;

Possuem visão além das dificuldades;

Focados no melhor resultado;

Como são os grandes responsáveis por colocar em pratica as inovações, procedimentos e métodos, devem possuir além das características acima citadas, o perfil de líderes. Exercer estímulos nos indivíduos que estão envolvidos na realização das atividades, faz parte de seu papel no interior da empresa, afim de alcançar as metas.

É possível concluir que nem todo profissional possui perfil empreendedor, sendo que dependendo das atividades que o individuo possui no interior da organização, não há necessidade do mesmo possuir tais características. No entanto um empreendedor necessita possuir em sua equipe, profissionais com características diversas, para que a mesma seja enriquecida.

Portanto, o empreendedor é o diferencial no interior de uma organização de sucesso. Diferencial este que representa uma peça que une, ou seja, é ele que faz com que todo o conjunto se movimente dando força e assumindo todos os riscos previamente calculados.

Seguir integra do trabalho

 

Dicas da Casa da Consultoria

Se você não domina todas as faces de um novo negócio, nunca, mas nunca mesmo, comece o mesmo sem a assessoria de um bom profissional. Não faça a sua empresa de cobaia. Você tem que ser bom só naquilo que faz todo dia. Para tudo que é eventual, como um plano de negócio ou um plano estratégico, chame quem faz todo dia. Lembre-se, cada macaco no seu galho. Além disso, conversar com um bom consultor e orçar os serviços dele não vai custar nada e já vai te dar muita informação. Saiba mais.
Ana Luiza Araujo é estudande de jornalismo pela Universidade Fumec e produz resenhas semanalmente para Casa da Consultoria

Deixe um comentário

*

captcha *

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor