Modelo de Pedido de Demissão – Aprenda Como Fazer



Modelo de Pedido de Demissão –  Aprenda Como FazerPensando em pedir demissão? Veja como fazer um modelo de pedido de demissão corretamente.

Você obteve uma nova e imperdível oferta de emprego ou está insatisfeito com a sua posição na empresa em que trabalha atualmente? Sejamos honestos, isso é extremamente comum! Mas então, o que fazer? Às vezes é melhor pedir demissão e procurar um emprego que você fique “satisfeito” ao invés de ficar insistindo em algo sem futuro, concorda? Estamos falando em pedir DEMISSÃO.




O que poucas pessoas sabem é que este processo só pode ser feito através da apresentação de uma carta com o pedido de demissão, no qual o funcionário formaliza a sua intenção. O documento também fornece uma maior segurança para os dois lados envolvidos na situação, já que a empresa evita uma reclamatória trabalhista (porque acontece dos funcionários alegarem que o patrão mandou embora), bem como auxilia aos funcionários que, após o pedido, não podem ser obrigados a permanecer no emprego.

Claro, salientamos que, quando se pede demissão, perde-se parcela significativa dos direitos, como é o caso do seguro desemprego e o saque do FGTS. Veja mais sobre encargos trabalhistas.

Um dos maiores problemas no tocante ao pedido de demissão é o fato de que muitas pessoas não estão habituadas ou não sabem como construir uma carta de pedido de demissão, acabam se enrolando e tornando este processo ainda mais burocrático.

Para você que está desejando sair do seu emprego ou apenas deseja conhecer um pouco mais sobre o assunto, veja aqui mais informações sobre o tema, além de aprender como fazer um modelo de pedido de demissão.

O que é o modelo de pedido de demissão?

O modelo de pedido de demissão pode ser definido como uma carta de demissão, que nada mais é do que uma espécie de relatório, em que a pessoa que está solicitando o seu desligamento da empresa demonstra esta vontade de maneira formal.




O pedido de demissão pode ser encontrado em diferentes versões. Porém, basicamente todos os modelos se caracterizam por conter descrições detalhadas das funções exercidas pelo funcionário dentro da empresa, o motivo pelo qual está se demitindo e a data em que esta situação está ocorrendo, além da assinatura do empregado e do contratante.

Por que você deve fazer o modelo de pedido de demissão?

É importante ressaltar que o modelo de pedido de demissão não é um documento que deve ser elaborado obrigatoriamente, o que faz com que muitas empresas não exijam este procedimento dos funcionários que estão se desligando das suas funções. Porém, esta atitude não é nem um pouco recomendada, pois a elaboração desta carta é capaz de dar mais segurança para a empresa e para o empregado, caso venha a ocorrer algum problema no futuro.

Aprenda como ser um empreendedor.

Além de servir para dar segurança para ambos os lados frente às questões trabalhistas, a carta de pedido de demissão também é um documento que pode ser utilizado pela empresa para identificar os motivos pelos quais os seus funcionários estão se demitindo, o que possibilita agir para melhorar o ambiente de trabalho para satisfazê-los e evitar desfalques que comprometam a execução das suas atividades.

Quer saber mais como manter seu quadro de funcionários? Veja nosso texto exclusivo sobre o que fazer para reter funcionários.


Conheça um modelo de pedido de demissão?

Elaborar um modelo pedido de demissão não é nada “absurdo”, até mesmo porque foi criada para que o empregado pudesse expressar o seu desejo de sair da empresa, consequentemente, não pode exigir grande teor técnico, concorda? Porém, como muitas pessoas têm dúvidas, vamos ensinar como fazer um modelo de pedido de demissão.

1 – Direcionamento da carta de pedido de demissão

É lógico que a carta de pedido de demissão tem uma conotação formal, mas ela tem características parecidas com os outros modelos de cartas. Se você é do tipo de pessoa que escreve ou recebe cartas já deve ter uma noção como começar. Pelo DIRECIONAMENTO, ou seja, quem irá receber o pedido de demissão?

Portanto, comece a sua carta com “À (Nome da empresa)” e logo abaixo “Prezado(s) Senhor(es), referindo-se ao profissional que é responsável pela contratação e demissão dos funcionários. Normalmente, o modelo pedido de demissão é encaminhado para o setor de RH (Recursos Humanos), responsável pela contratação, demissões e conflitos de funcionários.

Para tornar o documento mais específico, pode-se incluir o nome de quem irá receber, mas para isso é necessário saber exatamente quem será o responsável.

2 – Informar o pedido de demissão

Feito o devido direcionamento do documento, é chegada a hora de informar o pedido de demissão, afinal, é isso que você deseja, não? Conforme já foi dito, a carta é detalhada, porém, isso não significa dizer que precisa ser extensa, afinal, não é um livro e sim uma pequena carta comunicando o pedido de demissão. Por isso, foque para manter a objetividade e clareza.

Inicie essa etapa de pedido de demissão com a seguinte frase (ou semelhante): “Venho, por meio desta, apresentar meu pedido de demissão do cargo que ocupo nesta empresa (é preferível citar o cargo), desde o dia/mês/ano até o dia/mês/ano. Aqui, é importante que você saiba que só vai manifestar o seu pedido de demissão, ainda não é o momento de descrever os motivos que estão te levando a fazer isso.

3 – Falar sobre o aviso prévio no modelo pedido de demissão

Segundo a Legislação Trabalhista do Brasil, todo o empregado deve cumprir o aviso prévio ao solicitar o seu pedido de demissão, que nada mais é do que trabalhar por mais 30 dias para não deixar o empregador desprovido da mão de obra de “surpresa”, podendo assim, preparar-se para encontrar outro profissional.




Caso você se recuse a continuar na empresa porque já tem outro emprego em vista, será necessário pagar o equivalente a um mês de salário para a empresa, este que pode ser descontado do seu acerto.

Como se vê, este processo é importante e deve estar presente no seu modelo pedido de demissão. Portanto, depois de informar que deseja se demitir da empresa, é preciso abrir um pequeno parágrafo para dizer se você está disposto a cumprir os 30 dias de aviso prévio ou solicita a dispensa, o que te permite ficar livre para ingressar no novo emprego.

Existem casos (dependendo da empresa), que o patrão dispensa o funcionário de cumprir os 30 dias de aviso prévio. Isso fica a critério de ambas as partes, negociando uma com a outra.

4 – Ressaltar os projetos que foram desenvolvidos na empresa

Este não é um processo obrigatório, mas se você quiser, também pode incluir no modelo pedido de demissão os projetos que foram desenvolvidos na empresa. Nesta etapa, descrever-se-á de maneira mais detalhada as principais atividades que foram realizadas durante o seu tempo na empresa, apontando o que contribuiu na sua vida profissional e para a contratante.

Normalmente, este campo costuma ser feito por pessoas que buscam mais uma promoção (aumento de salário) do que uma demissão em si. É simples de explicar o porquê. Pense, você está afirmando coisas boas que fez na empresa, tentando demonstrar para o empregador que você faz a diferença no negócio e que, por isso, ele precisa te valorizar mais, ou seja, você quer aumento!

5- Agradecer ou pontuar alguma questão ao seu superior

Se você está se desligando da empresa, mas aprendeu muito no período em que trabalhou nela, não “custa nada” fazer um breve agradecimento pela oportunidade que lhe foi concedida. Além disso, isso também serve para deixar as “portas abertas”, caso queira voltar no futuro, ou até mesmo para que falem bem de você quando outra empresa for pedir referência para seu antigo patrão.

Mas, nem tudo são flores, não é verdade? Sendo assim, caso você não esteja saindo plenamente satisfeito da empresa, também é possível usar a carta para pontuar algumas questões ao seu superior, descrevendo o que poderia ter sido melhor, pois, na teoria, isso o ajuda a se aprimorar, evitando que mais pessoas se demitam pelo mesmo motivo. Serei honesto, desaconselho fazer isso, já que o empregador pode achar que você está criticando a forma que ele conduz a empresa.

6- Apontar os motivos do pedido de demissão

Este espaço pode ser aproveitado para informar à empresa sobre os reais motivos que estão te levando a pedir demissão, é importante que isto seja feito de maneira detalhada e com respeito. Atenção! Tome o cuidado de usar palavras formais e adequadas, por mais que o seu desligamento não esteja ocorrendo de uma forma amigável.

7- Data da demissão e assinatura

Para finalizar o seu modelo de pedido de demissão, basta colocar a data em que o ato está acontecendo. Feito isso, é só reservar um espaço para a sua assinatura e para a assinatura do seu chefe. A partir daí, o seu documento estará pronto.

Dicas sobre o modelo de pedido de demissão

1 – Escreva a carta de pedido de demissão de próprio punho

Mais uma vez, para a sua segurança e a da empresa, é de fundamental importância que a carta de pedido de demissão seja escrita de próprio punho. Assim, a empresa ou o profissional não podem alegar que assinaram um documento que não sabiam o que continha.

2 – Faça duas vias do pedido de demissão

É necessário fazer duas vias do pedido de demissão, pois uma carta deve ficar nos arquivos da empresa e a outra fica com você, lembrando que as duas vias têm que estar iguais e assinadas.

Entendeu como fazer o modelo pedido de demissão?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here