Globalização



GlobalizaçãoMuitos consideram que a globalização é um evento totalmente novo, mas a globalização não é um fato recente, até porque o homem civilizado sempre buscou conquistar fronteiras e expandir mercados. Por isso, o evento da globalização data desde as grandes navegações com a descoberta de novos povos.

Claro, que atualmente a globalização é bem mais intensa, mas toda essa intensidade se deve a um longo processo de globalização, pois uma globalização genuína é aquela em que todos os povos aderem ao mesmo sistema econômico, e como ainda existem nações socialistas em um mundo capitalista não se pode dizer que antes da abertura da União Soviética existia realmente uma globalização.




Como a União Soviética e o leste europeu que constituem dois povos com um grande número de consumidores e trabalhadores não pertencem ao socialismo, então o que se pode dizer é que finalmente o mundo entrava em uma época de globalização econômica.

Portanto, os países que haviam saído do socialismo representavam uma ótima oportunidade de negócios para as multinacionais com novos mercados de consumo e de trabalho.

Características da globalização

A globalização é um processo vantajoso para empresas comerciais e industriais e para os países em desenvolvimento e grandes potencias mundial, mas apesar disso a globalização também possui desvantagens, veja abaixo as características da globalização:

Entre as características da globalização estão a disseminação da tecnologia da informática que auxilia o processo de globalização integralizando pessoas de vários países em uma só rede de computadores.

Com o processo da globalização difundiu uma nova cultura para o relacionamento entre estado, economia e sociedade, exigindo que o estado atendesse ás necessidades de desenvolvimento econômico de forma mais dinâmica.




As instituições financeiras em consequência também tiveram que aperfeiçoar sua capacidade de integração para atender uma realidade globalizada de compras e vendas.

Outra característica pertencente à realidade das empresas é que existe uma busca constante por mercados capazes de oferecer uma mão de obra barata, funciona da seguinte forma: as multinacionais procuram países em desenvolvimento e em regiões com a possibilidade de mão de obra e até certo ponto qualificados, assim implantam fábricas com potencial produtivo e custos baixos.

Além da mão de obra barata, as multinacionais procuram também fonte de recursos e matéria-prima barata.

E como as empresas e a cultura dos países de língua inglesa foram disseminadas rapidamente, a língua inglesa se tornou uma unanimidade e atualmente para entender a cultura universal e nos entendermos como povos e consequentemente nosso cotidiano, é necessário entender pelo menos o básico da língua inglesa.

Por isso, aprender a língua inglesa desde os anos 80 é uma questão de sobrevivência intelectual e até financeira, pois existem inúmeras oportunidades no mercado de trabalho que exigem a fluência em inglês, uma vez que a maioria das empresas que empregam pessoal na América Latina e outras regiões do mundo são empresas de países da língua inglesa.


A globalização tem como consequência a busca de um maior aprendizado, portanto se um país deseja ser competitivo e participar das vantagens da globalização deve investir na educação do seu povo.

Internet é outra característica da globalização, pois sua função é auxiliar a globalização como uma ferramenta indispensável para a globalização, pois a internet torna o processo de integração já existente entre povos e culturas mais rápida e dinâmica. Na internet possui todas as informações para que empresários e consumidores vendam e comprem e a rede possui também informações para o surgimento de novas empresas, internacionalização de produtos e bens em geral, informações sobre cultua e países e oportunidades comerciais e de emprego ao redor do mundo.

Por isso, a internet funciona como um auxiliar competente da globalização.

Vantagens e desvantagens da globalização

As vantagens e desvantagens da globalização têm efeitos históricos e culturais, pois os efeitos positivos da globalização recaíram em países como o Japão, Coreia, Cingapura e outros países orientais que souberam investir em educação profissional e tecnologia, atualmente colhem os frutos disso, com um volume alto de exportações.

Como incentivo ao desenvolvimento das relações internacionais de comércio os governos criaram diversos blocos econômicos, entre eles estão: o MERCOSUL, a Comecom, o Nafta, o Pacto Andino e a Apec e outros. Todos com intuito de fortalecer as relações econômicas entre os países, fazendo com que as vantagens da globalização funcionem para todos.

Uma vantagem da globalização é que exige que os países se desenvolvam ficando atento ás possibilidades reais para fazer parte dos blocos econômicos e gerar riquezas para seu país.

No caso do Brasil acredita-se que como consequência positiva da globalização ocorreu um esforço para adequação da economia e diminuição do risco, tendo o país como fonte de investimento externo, para isso, o país teve que diminuir a inflação e abrir mercados para produtos de fora e em contrapartida aumentar as possibilidades de exportação dos produtos brasileiros e importar produtos com preços mais acessíveis e necessários á população como eletrodomésticos e até carros.




A desvantagem da globalização é que nem todos os países acompanharam a onda de internacionalização e consequente eficiência produtiva realizando o dever de casa e assim países que deixaram de investir na educação e qualificação profissional como é o caso do Brasil engrossaram as filas de desemprego, isso porque até as indústrias e estabelecimentos comerciais brasileiros estão exigindo uma mão de obra mais qualificados, e em decorrência disso, muitos trabalhadores na sua maioria jovem e sem experiência no mercado de trabalho estão desempregados.

Consequências da globalização para as empresas

Como os trabalhadores precisam se tornar competitivos para concorrer ao mercado de trabalho em um ambiente de globalização, as empresas para vender nesse ambiente também precisam se tornar mais competitivas do que são. Para isso, as empresas estão cada vez mais competindo com o produto e serviços estrangeiros que chegam ao país com preço baixíssimo e qualidade superior.

Portanto, para competir nesse ambiente é exigido que as empresas investissem fortemente em processos, tecnologia, mão de obra qualificada e uma organização interna capaz de tornar o produto final mais competitivo.

Investir em uma produção mais enxuta, eficiente e com economias de escalas tem sido também uma saída viável para que as empresas consigam competir com seus produtos ou serviços.

Enfim, a globalização possui a vantagem de impulsionar o desenvolvimento e ações proativas dos países e de suas empresas e a desvantagem é que como nem todos estão preparados para essas mudanças acabam se tornando empresas ou trabalhadores obsoletos e despreparados para competir.




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here