Fundos de Investimentos



Fundos de Investimentos

Você está com seu dinheiro guardado, deixa na poupança ou não sabe o que fazer com ele para render mais? Os fundos de investimentos podem ser a solução certa para você. As pessoas de uma série de dúvidas sobre esse tema, principalmente no tocante ao seu funcionamento, riscos e quantidade de capital que precisa ser investido, por isso, vamos falar tudo sobre fundos de investimentos e deixar você seguro sobre o que é bom ou não para você, pronto?

O pior acontecimento para seu dinheiro é não conhecer como investi-lo. Eu sei que não é fácil tirar do banco que temos aquele pré conceito de que na Instituição Financeira estará seguro e ‘rendendo’. Seguro até estar, mas rendendo? O pagamento da poupança é simplesmente ridículo, não cobre sequer a inflação.




Você vai gostar de saber mais sobre investir em ações, tenho certeza disso!

Quer conhecer uma das espécies de investimentos que mais tem crescido e conseguindo novos adeptos?

O Que São Fundos de Investimentos

Os fundos de investimentos são uma espécie de aglomerado de pessoas que aplicam seus recursos financeiros com o intuito de superar um objetivo, este valor é convertido em cotas proporcionais de acordo com o capital investido e, o lucro que for obtido, este será redistribuído proporcionalmente entre os cotistas.

Um dos pontos positivos dos fundos de investimentos são o alto grau de especialização dos administradores. Ao aplicar você saberá que existirão profissionais especializados para ‘tudo’, desde montar uma carteira de ativos financeiros, encontrar o menor risco, até em questões de análises de ativos financeiros de forma gráfica e fundamentalista.

Veja se você possui os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes.




Os Fundos de Investimentos São Todos Iguais?

Essa é uma dúvida bem comum entre as pessoas. Você encontra fundos de investimentos de instituições bancárias como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, entre outros, bem como, de corretoras de bolsa de valores, como é o caso dos fundos de investimentos da XP Investimentos.

Mas afinal, qual é a diferença deles? TODAS.

Dentre as diferenças mais comuns e importantes entre os fundos de investimentos está o limite mínimo de capital investido, prazo para retirada do dinheiro após investimento, gestão de administração e, o mais importante, o objetivo do fundo.

Fundos de Investimentos de Renda Fixa x Renda Variável

Os fundos de investimentos podem ser ‘divididos’ em basicamente duas modalidades simples: renda fixa ou renda variável.

Está em dúvidas onde investir? Veja nosso texto sobre onde investir seu dinheiro.


Normalmente os fundos de renda fixa possuem um prazo obrigatório que o dinheiro deverá ser mantido investido. Isso é um pouco complicado, afinal, nunca se sabe quando ocorrerá uma emergência, concorda?

Contudo, é fácil de explicar o porquê isso é necessário.

Os fundos de renda fixa procuram em seus ativos trabalhar com títulos de renda fixa, os quais tem um valor previamente estabelecido de ganhos para aqueles que adquiriram. Porém, existe um período para que esse título possa ser vendido, por exemplo:

Supondo que você compra um título do tesouro nacional, você paga R$ 10.000,00 reais e o retorno será de 15% em 1 ano. Você só pode devolver esse título quando fechar 1 ano e receber os 15%, na verdade, esse título ficará em sua posse, saberá quanto irá ganhar, mas não poderá vendê-lo antes do prazo.

Perceba, se os fundos de investimentos de renda fixa permitirem que seus cotistas vendam suas cotas, os títulos não terão a rentabilidade e todos sofrerão consequências.

Já os fundos de renda variável tem como objetivo segmentar sua carteira de ativos em modalidades de renda que não possuem uma prefixação de ganho. Existem ativos financeiros que tem uma variação menor, tem uma certa estabilidade, outros, acabam por ter bruscas variações, ganhos e perdas ‘gigantescas’.

Já pensou em montar um blog? Uma empresa? Veja nosso texto sobre criar um negócio x criar um blog.




Os fundos de renda variável podem ser mais agressivos ou conservadores, normalmente, para isso, fazem um estudo dividindo o capital em diversas parcelas de investimentos, ora investindo em ativos de menos riscos e ora investindo em ativos de maior risco.

Está um pouco desanimado? Aqui tem ótimas mensagens de sucesso.

Para quem deseja apenas rentabilizar um pouco mais do que a poupança e o CDB, os fundos de renda fixa são uma boa opção, contudo, caso queira ganhar dinheiro, fazer dinheiro com o que tem, a dica é procurar fundos de investimentos de renda variável, mas tome cuidado, informe-se bem e avalie a carteira de ativos financeiros.

Como Funciona os Objetivos Dos Fundos de Investimentos

Quando você procurar por fundos de investimentos perceberá que existem 2 informações realmente importantes que são fornecidas: Objetivo e Público Alvo.

As vezes são de apenas 1 linha, mas acredite, a importância dessa uma linha é imensurável. Afinal, é seu dinheiro que estará lá, já pensou se perder?

O objetivo de um fundo trabalha correlacionado com o que será comprado pelo fundo. Ficou difícil de entender? Facilitando.

Se você gosta de leituras produtivas, nosso texto sobre 4 dicas para jovens empreendedores é a opção certa.

Veja essa descrição de objetivos:

Obter Retorno Superior ao Rendimento do Certificado de Depósito Interfinanceiro (“CDI”) em Períodos Superiores a um Ano.

O significado disso é que o fundo de investimentos irá trabalhar de forma conservadora, afinal, a variação de ganho não será ‘expressiva’ mas sim moderada, tendo como foco ficar acima do CDI.

Agora, veja, em 2013 esse mesmo fundo teve o seguinte desenvolvimento:

Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Fundo 1,27 1,22 -0,37 1,06 0,62 1,31 0,44 1,63 0,64 1,82 1,45 0,02
CDI 0,58 0,48 0,54 0,60 0,58 0,59 0,71 0,69 0,70 0,80 0,71 0,78
% sobre CDI 218,97 254,17 176,67 106,90 222,03 61,97 236,23 91,43 227,50 204,23 2,56

Veja que o objetivo foi atingido, na verdade, BEM ATINGIDO, e acredito que os investidores ficaram bem satisfeitos.

Agora um fundo de investimento de renda variável agressivo:

Esse Fundo Busca Reproduzir a Variação do Índice Bovespa Aplicando, no Mínimo, 95% Dos Recursos em Cotas de Fundos de Ações Atrelados ao Ibovespa.”

Note que ele trabalhará, na verdade, em ativos financeiros na IBOVESPA, provavelmente com variações diárias superiores 3%, assim, o risco desse fundo é alto, tanto para ganho quanto para perda.

E o público alvo? Porque é importante?

O público alvo é um complemento do objetivo, mas não só isso, muitas vezes são trazidas informações como o tipo de investidor.

Por exemplo: Esse fundo de investimento é ideal para pessoas “conservadoras”, entre faixa etária de X a X, com capital financeiro X, que espera rendimento em X tempo, objetivando ganhar acima de X coisa.

Você pode se “comparar” e isso facilita na tomada da sua decisão.

Taxas de Administração e Custos

Achou que investir seu dinheiro seria de graça? Rsrs. Você terá que arcar com valores para isso, afinal, especialistas estarão trabalhando para você alcançar os seus objetivos.

A taxa de administração você terá que pagar em todos os fundos de investimentos, o que pode variar é o percentual cobrado.

O percentual da taxa de administração dos fundos de investimentos é fixado sobre o patrimônio líquido do fundo, indiferente de atingir o objetivo, ganhos ou perdas. Essa taxa é cobrada anualmente e varia de acordo com a complexidade de investimentos e fundos. Apenas para fins explicativos, é comum a cobrança de 3% a 5%.

Outra taxa que pode ser cobrada é a taxa de performance.

A taxa de performance ocorre quando o fundo consegue exceder o percentual de ganho que havia utilizado como indicador referencial.

Nossa, chega a dar um ‘nó’ na cabeça, não é? Não se preocupe, a gente explica.

Vamos a um exemplo prático. Supondo que você tenha investido seu dinheiro em um fundo de investimentos de renda fixa que o objetivo é ficar acima do CDI. O CDI teve uma variação de ganho de 10% ao ano, porém, o fundo de investimento que você está participando teve um ganho de 16%.

Nesse caso, o fundo de investimento receberá uma taxa de performance de X (valor previamente informado) que, no nosso exemplo, será de 1%, sobre os 6%, o que, simplificando, corresponde a 0,6%.

Quando você resolver participar de um fundo de investimento, preste atenção no momento da proposta e indague as taxas que serão pagas. A taxa de performance só pode ser cobrada se estiver previamente pactuada e informada.

Por fim, podemos mencionar também as chamadas ‘despesas’.

Em alguns fundos de investimentos são cobradas ‘do total do patrimônio do fundo’ as despesas, como é o caso de custos com impressões, envios de correspondências para os cotistas, relatórios financeiros, cartórios e etc. Para descobrir o que é ou não cobrado basta você ler o regulamento, o único problema é que as vezes são bem extensos.

Quanto Investir em um Fundo de Investimentos

A maioria das pessoas acredita que para investir em fundos de investimentos precisa ter uma fortuna, mas isso é um grande equívoco.

Existem fundos de investimentos que o mínimo para começar a investir é, por exemplo, R$ 50,00 reais, é realmente um “troquinho”.

Claro, o ideal é que você invista um valor maior. O que eu sempre sugiro é você analisar o que você tem e fracionar.

Um Ponto Muito Importante, Jamais Invista Todos Seus Recursos e Sua Poupança em um Fundo de Investimento.

O melhor tipo de investimento é o fracionado, ou seja, você tem R$ 100.000,00 reais, fracione em 4 ou 5 partes, invista uma parcela em renda fixa, outra em renda variável, parte em imóveis e etc. Se você for em qualquer corretora de bolsa de valores ou curso sobre investimentos, este será o que vão lhe aconselhar.

Siga essa regra para qualquer investimento que você for fazer, seja R$ 1.000,00 reais ou R$ 100.000,00 reais.

Está Pronto Para Investir Nos Fundos de Investimentos Certos?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here