Como Abrir Uma Microempresa



Como Abrir Uma Microempresa
Como Abrir uma Microempresa

Tem  dúvidas quanto á formalização da Microempresa? Saiba agora as etapas para abertura da empresa.

As etapas consistem em Abertura, Registro e Legalização. A etapa de abertura é registrar a empresa em uma JUNTA COMERCIAL.




Nesta ocasião o empresário deve apresentar um requerimento de empresário no qual descreve a empresa como microempresa ou EPP ou EMPRESA INDIVIDUAL.

Antes do registro na junta comercial é necessária a verificação da disponibilidade quanto ao uso do nome da microempresa.

Os nomes empresariais e endereços não devem colidir na Junta Comercial, pois podem se tornar cumulativas as pendências.

Esta deve ser a primeira providência, pois mudar o nome da microempresa poderá gerar um transtorno não necessário.

Lembrando que nome empresarial é uma denominação e nome fantasia é outra denominação, com isso no requerimento de empresário deve conter o nome empresarial.




Outra etapa é a visita á Prefeitura Municipal que realizará uma Consulta Prévia para identificar se na região em que será implantada a empresa terá a possibilidade da abertura dessa atividade.

O alvará de funcionamento é outra etapa para a abertura da microempresa que consiste em adquirir licenças para o funcionamento das atividades que serão desenvolvidas e possíveis riscos.

Para isso é necessário a licença do corpo de bombeiros, vigilância sanitária e meio ambiente.

Com a obtenção de informações sobre as exigências dos bombeiros, da vigilância sanitária e órgãos do meio ambiente.

Quanto á instalação do negócio é importante verificar se o local obterá o alvará de funcionamento antes de alugar ou comprar o imóvel.


Aprovação de órgãos ou entidades públicos

Os empreendedores devem aguardar a aprovação de órgãos e entidades como a Secretaria da Receita Federal do Brasil- a inscrição do CNPJ é obrigatória e pode ser realizada de forma integrada com a Junta Comercial.

Secretaria de Fazenda do Estado- o contribuinte deve realizar inscrição na secretaria de fazenda do estado, inscrição no ICMS que será feita após o requerimento de empresário na Junta Comercial e Receita Federal do Brasil.

Dicas para quem pretende ser um empreendedor

Abrir uma empresa não é fácil, mas não é por isso que o empreendedor desistirá assim que surgirem os obstáculos.

Por isso, para ter coragem de empreender e tirar as ideias do papel é recomendável que o empreendedor siga alguns passos:

Tenha contato com outros empreendedores – existem diversos eventos, feiras e encontros de empreendedores que possibilitam a reunião, troca de ideias, parcerias e aprendizado.

Um empreendedor não deve se isolar até porque ele não sabe aonde poderão surgir novas oportunidades e clientela.

Aprenda a planejar – um planejamento eficaz de novos negócios tem início com a realização de um plano de negócios.




Mais adiante falaremos mais detalhadamente sobre plano de negócios.

O importante é que o negócio tenha como testar seu produto ou serviço.

Busque Sócios ideais – de forma simplificada as empresas possuem dois perfis de empreendedores, aqueles que sabem fazer e os que sabem vender, dentre outras habilidades e competências.

O importante é contar com sócios; consciente de que cada sócio tem suas próprias competências, conhecimento e experiências e as tarefas devem ser divididas a partir disso.

Não adianta fazer um sócio analista vender produtos ou serviços.

Por isso, ao realizar a parceria é necessário conhecer o talento sócio e investir neste talento.

Muitas vezes o sócio nunca irá fechar bons negócios, mas é aquele profissional que conhece o mercado como ninguém.

Previsão de fluxo de caixa – um fluxo de caixa inicial é aquele que descreverá o investimento necessário para abrir a empresa.

Por isso, a microempresa deve realizar um planejamento financeiro em que o caixa será positivo e realista considerando todas as obrigações a pagar, empréstimos e financiamentos devidos á alocação de recursos.

Lembrando que para dar início ás operações algumas empresas passam por dificuldades financeiras que demandam sacrifícios como vendas, um segundo emprego até que o saldo da empresa se torne positivo.

Preparo emocional e psicológico – a ansiedade de tornar o negócio em um sonho pronto para dar frutos, pode trazer frustração uma vez que muitos empreendedores têm dificuldades para pensar em longo prazo e com isso se faz mais necessário o controle emocional diante de demoras e dificuldades.

Administrar a vida pessoal e as responsabilidades do negócio é também um desafio que demanda o controle emocional.

Administre seu tempo – no início das atividades a carga de trabalho com certeza será maior por isso, o empreendedor deverá ser eficiente ao planejar suas tarefas e gerir seu tempo, de acordo com as demandas, com as novas responsabilidades equilibrando com suas atividades pessoais e responsabilidades familiares.

Mostre seu projeto – participe de feiras, eventos e mostre seu projeto, pois um projeto na gaveta não encontrará investidores nem tampouco clientes.

Conhecer as competências organizacionais necessárias- as competências organizacionais se dividem em competências básicas e essenciais.

As competências básicas são aquelas que atendem ao mercado, mas não fazem a empresa competitiva.

Entre as principais competências essenciais das empresas estão:

Competências de processos – são os conhecimentos sobre os processos de trabalho.

As competências técnicas – são competências sobre conhecimentos específicos sobre o ramo.

Competências de serviços – competência sobre o alinhamento entre capacidade técnica e capacidade quanto aos impactos e satisfação dos consumidores. 

Foco no plano de negócios

Como Abrir Uma MicroempresaA primeira etapa para a abertura de uma microempresa bem sucedida é o plano de negócios.

Pois, é uma forma de colocar todas as ideias e planos em um documento.

É uma forma de planejar o negócio considerando diversas variáveis sem perder o “fio da meada”.

Um plano de negócios eficiente para isso deverá conter os aspectos operacionais, financeiros e de negócios.

Conte com bons profissionais- bons profissionais podem fazer a experiência de abertura de uma empresa bem sucedida.

E para o empreendedor contar com bons profissionais significa evitar diversos problemas e riscos.

A contratação de pessoal eficiente para a formação de uma empresa começa com a contratação de um contador, um contador que conheça os aspectos contábeis e jurídicos.

Contar com um mentor ou consultor pode ser também importante, isso porque um profissional mais experiente pode dar dicas sobre gestão, sobre mercado; dentre outros.

Benefícios do Plano de Negócios para a empresa

A elaboração de um plano de negócios pode trazer diversos benefícios para as empresas:

Planejamento

Ferramenta de gestão

Antecipação aos riscos, dentre outros.

Portanto, tem-se que uma das principais características do plano de negócios é o seu aspecto dinâmico.

Capaz de transmitir a identificação de pontos fortes, fracos, ameaças ou oportunidades ou análise swot.

Como também uma análise suficiente para o planejamento de marketing.

Utilizando o plano de negócios

O curso de uma microempresa é traçado quando o empreendedor identifica metas, objetivos e diretrizes.

Por isso, o plano de negócios é essencial para que todos os componentes da empresa entenda a missão do negócio, a visão e os objetivos.

O plano de negócios pode ser essencial também para o desenvolvimento de diversos aspectos importantes, como o recrutamento de pessoas que serão estratégicas para a empresa.

O plano de negócios pode auxiliar também para o desenvolvimento da gestão interna, de investidores, de fornecedores e de mercados.

Como elaborar um plano de negócios

Um plano de negócios pode atrair ou afastar investidores.

Por isso, o plano de negócios deve ser eficiente para transmitir para os leitores uma visão positiva, realista e original.

Os interessados ao ler o plano de negócios devem sentir que o empreendimento representa uma ótima oportunidade, uma oportunidade capaz de oferecer diversas soluções e realizar o que propõe.

Normalmente as entidades de investimentos recebem um número significativo de planos de negócios.

Por isso, escolher um plano de negócios sobre um empreendimento consistente também não é uma tarefa fácil.

Por isso, ao elaborar o plano de negócios o empreendedor deve pensar no receptor e se este receptor enxergará o empreendimento como um negócio viável.

Quanto ao formato o plano deve ser um documento formal e vir em forma de relato.

Orientação na elaboração do plano de negócios

O plano de negócios pode ser elaborado por pessoas que estejam envolvidas no projeto, por profissionais de consultoria ou por uma equipe de profissionais do novo empreendimento.

Pontos essenciais para a elaboração do plano de negócios

Alguns pontos são essenciais na elaboração do plano de negócios são:

Mostrar que o produto ou serviço será aceito pelo consumidor.

Posicionamento expresso na forma de marcas e patentes.

Pontos negativos que podem surgir no plano de negócios

Muitos planos de negócios não relatam a realidade dos empreendimentos de acordo com produtos e serviços alinhados ás necessidades de mercado.

Projeções financeiras de forma eficiente e em desacordo com a realidade do setor.

Como também a descrição fiel sobre o crescimento econômico da empresa e formas de produção, distribuição ou vendas dos produtos e serviços.

Fatores que tornam o plano de negócios bem sucedido

Um plano de negócios para resultar em sucesso deve ser composto dos fatores:

Resumo executivo-um resumo executivo deve descrever o empreendimento e a parte mais importante de um plano de negócios.

Um resumo executivo deve ser um breve relato com um paragrafo curto e conciso.

O resumo executivo deve ser apropriado ao público-alvo.

O resumo executivo deve descrever um problema assim como um projeto.

A situação-problema pode estar relacionada a variáveis como o marketing, vendas, finanças, mão de obra e outros.

O resumo executivo deve trazer também uma solução para os problemas apontados nas variáveis descritas.

Um resumo executivo pode conter gráficos, dados e informações dos dados.

O restante do plano de negócios deverá ser conciso, apresentar evidências de comercialização dos produtos ou serviços, justificativa financeira de distribuição de produtos e serviços.

Micro empresa e Simples Nacional

Uma das principais vantagens da microempresa é a possibilidade de tributação por meio do Regimento Simplificado de Tributação.

O regime Simples Nacional é um regime diferenciado, simplificado e favorecido.

As microempresas que optam tributar pelo Simples possuem os benefícios:

Tributos com alíquotas progressivas e de acordo com a receita bruta.

O recolhimento unificado de impostos, inclusivo para impostos estaduais e municipais.

Calculo do valor de forma simplificada com base na receita bruta.

Outra vantagem é a isenção da escrituração contábil que compreende o Livro Caixa e Registro de Inventário.

Isenta também a empresa do pagamento de tributos referentes ás contribuições da União para o sistema S: SESI, SESC, SENAI e SENAC.

Isenção de contribuições patronais e para o salário-educação.

Isenta também a empresa da tributação com regime de retenção na fonte.

Isenção de tributação de valores devidos aos sócios, exceto o pró-labore, serviços prestados e aluguéis.

Recolhimento Unificado

O recolhimento do Simples compreende o pagamento mensal dos tributos:

IRPJ, COFINS, IPI, PIS/PASEP, CSLL.

Podem ser consideradas como Microempresa as empresas que recolhem no ano-calendário a receita bruta igual ou inferior a 120(mil).

A critério de recolhimento dos impostos a receita bruta é o valor referente á vendas de produtos ou serviços resultado das atividades empresariais, excluindo descontos e vendas canceladas.

MEI e o Simples Nacional

Enquadra-se no regime Simples o MEI-Micro empreendedor individual.

O Micro Empreendedor Individual é o empresário que possui faturamento de até 60 mil reais ao ano e que não possui participação em outra empresa, atuando como sócio ou titular empresarial.

A vantagem do MEI é que o empresário é isento de tributos federais e possui a obrigação pelo pagamento de apenas R$ 34,90 mensais- empresa de comercio ou indústria, R$ 34,90 para prestação de serviços e 39,00 para prestação de serviços que serão destinados á contribuição de Previdência Social, ao ICMS e/ou ao ISS.

Pronto para abrir uma microempresa?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here