Curso de Empreendedorismo



Curso de Empreendedorismo
Curso de Empreendedorismo

O empreendedorismo tem sido difundido nas universidades e escolas de negócios e nunca se ouviu falar tanto em empreendedorismo como atualmente.

Porque estudar empreendedorismo

O empreendedorismo é uma tendência no país, pois nunca houve tanto investimento na iniciativa privada com o fortalecimento do crédito e outras ações governamentais que possibilitam o crescimento das empresas, aumento de empresas no mercado e geração de empregos.




A diminuição da informalidade e o aumento de jovens empreendedores e que decidem abrir uma empresa.

Por isso, o empreendedorismo se tornou um objeto de estudo nas universidades, escolas e até empresas.

E ainda a importância de temas como o espírito empreendedor, o intraempreendedorismo e outros.

Fortalecimento da iniciativa privada

A iniciativa privada no mundo inteiro deu um salto e um dos maiores impulsionadores para essa tendência foi: a globalização e a entrada de novas tecnologias no mercado, tecnologia como: computadores domésticos, telefonia, internet e outros.

Com todas essas tendências é que houve foi o fortalecimento da iniciativa privada e com isso, o fortalecimento do comércio, do setor de serviços e da indústria.




Quando se trata de serviços é importante ressaltar que as empresas de serviços têm se multiplicado, esta é outra tendência de mercado e isso ocorre, pois a preocupação com a qualidade de vida é uma tendência que veio para ficar.

O ramo da tecnologia também têm atraído gênios empreendedores desde a década de 80.

Com isso, o que se nota é que o mercado tem exigido uma compreensão mais ampla de tecnologia e do empreendedorismo como forma de trabalho e de desenvolvimento social-econômico.

Estudo do Empreendedorismo

O empreendedorismo tem sido um dos temas mais estudados e pesquisados atualmente.

Os principais campos do estudo do empreendedorismo:


Novos negócios- alguns estudiosos acreditam que o empreendedorismo é uma ciência aplicada ao início de um negócio.

O início de um negócio exige competências e habilidades que não são as mesmas exigidas para o momento de crescimento dos negócios.

Micro e pequenas empresas- as micro e pequenas empresas demandam diversos estudos relacionados ao empreendedorismo.

Isso porque as empresas de pequeno porte exigem uma gestão diferenciada.

Intraempreendedorismo ou empreendedorismo corporativo- este campo estuda a geração de novos negócios dentro de uma empresa já existente.

Estuda a capacidade de empreendedorismo das empresas, dos funcionários e a criatividade.

Empreendedorismo social- o empreendedorismo social ou terceiro setor é outro fenômeno no mercado atual.




E por isso, o aumento de empresas sem fins lucrativos.

Outras fontes de estudos relacionadas ao empreendedorismo são:

Franquias, empresas familiares, empreendedorismo feminino e outros.

 Comportamento Empreendedor

Curso de EmpreendedorismoUma das principais vertentes da ciência do empreendedorismo é o comportamento empreendedor, isso porque para entender o empreendedorismo é necessário entender como o empreendedor se comporta, suas características, sua visão de mundo e etc.

É certo que os empreendedores têm a capacidade de ver o mundo de uma forma distinta, pois identifica oportunidades e soluções onde outros não são capazes de enxergar.

Por isso, o comportamento do empreendedor é largamente estudado.

Para diversos autores os empreendedores possuem características bem próprias como:

Tolerância ao risco- sabe correr riscos calculados.

Busca de responsabilidade- sabe que deverá se responsabilizar por suas decisões, riscos e tomar decisões corretas.

Possui ambição e desejo de se tornar independente e ainda é autoconfiante.

O empreendedor é orientado para o crescimento constante e busca de maior profissionalização e independente.

Sabe liderar mudanças.

Entre outras características.

Empreendedorismo no Brasil

O empreendedorismo no Brasil ganhou destaque desde 1990, pois entidades como o SEBRAE e outras entidades com o mesmo objetivo foram criados para promoção de educação e incentivo ás micro e pequenas empresas.

Os empreendedores buscam em entidades como o SEBRAE suporte, apoio e consultoria para dar início a um negócio de sucesso.

Como vimos na década de 90 se deu o início ao fenômeno empreendedorismo no Brasil e ainda popularizou temas como plano de negócios, modelo de negócios, investidores, exportações e outros.

Muitas ações surgiram e ainda obtêm sucesso com a promoção do empreendedorismo no Brasil, ações como:

Programa Brasil empreendedor – o objetivo deste programa foi dirigir a capacitação de mais de 6 (seis) milhões de empreendedores que tiveram acesso ao crédito.

Empretec e jovem empreendedor – o empretec visa à capacitação de jovens empreendedores e é um programa promovido pelo SEBRAE.

Criação de empresas ponto.com – este é mais do que um evento é um fenômeno empreendedor que move diversos empreendedores, geram empregos e aquece a economia.

Além de possibilitar soluções para o mercado consumidor.

Incubadoras- este é outro movimento que vale a pena ser citado quanto ás tendências e crescimento, que são as incubadoras que consiste em negócios que surgem nas universidades até se tornarem tecnologicamente e operacionalmente independentes.

Legislação para micro e pequenas empresas – com a legislação em beneficio das micro e pequenas vários profissionais sentem o desejo de abrir um negócio ou formalizar a atividade que exerce.

Repercussão na mídia- o tema empreendedorismo tem ganhado bastante espaço também na mídia, alguns canais de rádio e TV dedicam programas que visam educar e informar empreendedores.

Cursos em universidades e escolas técnicas-

Por todos esses motivos é que o curso de empreendedorismo se tornou tão importante. Atualmente profissionais que não dominam este tema dificilmente terão sucesso no mercado de trabalho.

Portanto, o estudo do empreendedorismo é imprescindível para a carreira.

Administrador versus empreendedor

Para quem procura aprender a carreira de empreendedor, realizar cursos e investir um negócio deve entender a distinção entre administrador e empreendedor.

A profissão de administrador tem sido abordada há mais tempo e resume-se no estudo da administração como ciência e suas funções.

As funções do administrador são: coordenar, controlar, planejar e executar.

Já um empreendedor pode ser definido como um profissional que é capaz de identificar oportunidades e de transformar recursos em novos negócios.

Sendo que as funções de administração auxiliam as tarefas do empreendedor, então mesmo sendo distintas as duas funções se complementam: administrador e empreendedor.

No quadro abaixo é possível verificar a distinção exata entre gerente e empreendedor.

O gerente tenta consolidar recursos e metas.

O empreendedor possui visão, objetivos para depois alocar recursos.

O gerente tenta se adaptar ás mudanças, já o empreendedor é aquele que produz mudanças.

O gerente realiza suas operações em uma estrutura existente e o empreendedor cria estrutura e divisão de tarefas.

Ensinar empreendedorismo: É possível?

Sempre existem dúvidas sobre o fato de que é possível ou não ensinar empreendedorismo.

Esta dúvida existe, pois o empreendedorismo prático exige determinadas características do empreendedor e, portanto, o questionamento maior gira em torno da possibilidade de ensinar ao empreendedor a ser empreendedor, a se tornar ou se possível desenvolver nos indivíduos as características próprias dos empreendedores.

Sabendo que os empreendedores têm características como: criatividade, capacidade de iniciativa e de relacionamento, comprometimento e ainda atributos da personalidade como: perseverança, paciência, flexibilidade e outros.

Na verdade o empreendedorismo pode ser ensinado e inspirado em um processo em que deverão ser desenvolvidas as habilidades empreendedoras.

O curso de empreendedorismo deve ter o compromisso de inspirar conceitos e habilidades importantes na carreira de empreendedores.

No entanto é necessário compreender que o curso de empreendedorismo pode oferecer uma base de conhecimentos sobre as habilidades empreendedoras, mas dependendo do setor é necessário que os empreendedores tenham a força de vontade de se especializarem no setor em que pretendem empreender e ainda entender a complexidade do ramo.

Portanto, o aprendizado sobre empreendedorismo muitas vezes se torna um aprendizado autônomo, isso porque se um empreendedor pretende empreender no ramo de alimentação deverá buscar conhecimentos sobre este ramo e outros ramos como tecnologia em que faz necessário: conhecimentos bem específicos. É necessário considerar que para se tornar um empreendedor de sucesso os interessados devem alinhar as habilidades empreendedoras com conhecimentos técnicos.

Preparado para começar um curso de empreendedorismo?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here