Fomento para inovadores



    Você já ouviu falar do Plano Inova Empresa? Ele é um programa de investimentos do Governo Federal que tem a proposta de apoiar financeiramente empresas brasileiras, inclusive as micro e pequenas, que trabalham com projetos inovadores. Ainda assim, há algumas áreas que são prioritárias, tais como saúde, energia, tecnologias em geral, entre outras. O investimento é feito alinhado com os esforços da Agência Brasileira da Inovação (Finep) para que possa haver desenvolvimento nacional através de financiamento público a tais projetos inovadores. A novidade é que muitas representações de indústrias e empresariado estão preocupadas em fomentar ainda mais os empreendimentos inovadores.

    Fomento para inovadoresA Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) fez uma proposta de geração de um novo edital de licitação com recursos do Plano Inova Empresa. Quem entregou tal documento ao ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, foi o próprio presidente do Sistema Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira. A solicitação ao ministro foi de uma linha de R$ 120 milhões na modalidade não reembolsável para fomentar pequenas empresas a investir em protótipos em 3D. Essa metodologia diminui em até 70% o custo total de projeto de produção neste sentido.




    Segundo o presidente da Firjan, é essencial haver este estímulo aos pequenos empresários que trabalham com inovação porque isso pode ser um grande passo para uma modificação intensa, especialmente quando se fala em economia e tecnologia. Ainda na opinião dele, essa prática de investir em micro e pequenos negócios que trabalham com ideias diferentes é algo que traz a sustentabilidade no longo prazo. Dessa maneira, é importante que o governo federal veja com muita atenção este ramo de atuação, especialmente se levar em conta que a grande parte dos empregos que surge no país é gerada nas micro e pequenas empresas.

    O ministro compareceu na Firjan na tarde desta segunda-feira, 8 de julho, e ele foi exatamente com o objetivo de divulgar o Plano Inova Empresa e realizar um balanço das adesões aos editais que já foram publicados. Na opinião do ministro, esta proposta da Firjan é bastante chamativa e por isso ele vai ter uma reunião com o presidente da Agência Brasileira de Inovação para saber como será possível angariar recursos de fomento aos pequenos empresários. Segundo o ministro, a proposta é elaborar os editais de incentivo conforme a demanda. Ele ainda ressaltou que a ideia é facilitar a vida dos micro e pequenos empreendedores a partir de descentralização e desburocratização. O Inova Empresa vai liberar R$ 32,9 bilhões em crédito facilitado para projetos que tenham um quê de inovação até o próximo ano.

    A Firjan tem como proposta criar um Programa Nacional de Engenharia de Produtos e Prototipagem e nisso cada empresa selecionada teria investimentos de R$ 120 mil para aplicar nos seus serviços de engenharia e de design, além da prototipagem rápida. De acordo com o presidente do Conselho de Tecnologia do Sistema Firjan, Fernando Sandorni, a ideia é realmente atender à demanda que acontece hoje nas micro e pequenas empresas do ramo tecnológico, que precisam de recursos para desenvolver seus trabalhos.




    FIQUE ATUALIZADO!

    Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

    1 COMENTÁRIO

    1. Olá tenho uma consultoria de tecnologia da informação e necessito de um financiamento para o desenvolvimento da minha área comercial, sabe me dizer se o BNDES pode financiar esse setor?
      Obrigado.

      :

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here