Coworking: vantagens para empreendedores



    Estabelecer negócios, criar novos contatos e poupar gastos com custos fixos, tais como contas de luz, telefone e taxas de condomínio, que tal? Este é o sonho de muitos empreendedores e a solução é usar escritórios compartilhados, chamados de coworking. Você já ouvir falar nisso? Coworking nada mais é do que você como empreendedor usar um espaço onde ele também é dividido com outras pessoas. Os custos são todos compartilhados e as vantagens são enormes.

    Vantagens do coworking


    Coworking: vantagens para empreendedoresEles dão todos os benefícios já citados e ainda outros. Nas metrópoles, tais como Rio, São Paulo, Belo Horizonte, por exemplo, já existem diversos escritórios que dão esta chance aos seus usuários e ainda com a possibilidade de mostrar que o seu empreendimento tem seriedade, organização e maturidade. A estimativa é que os coworkings trazem uma economia de 85% nos gastos que ocorrem todos os meses.




    Paula Camanho, da CMK Coworking, explica como essa prática pode ajudar bastante aqueles que estão entrando agora no mundo dos negócios. “Todos os dias, temos aqui empreendedores e profissionais de diversos setores e eles têm em comum a busca por um espaço que tenha paz para poder desenvolver o trabalho e ainda oferecer uma aura de seriedade profissional mais forte. Com um escritório compartilhado, o empreededor pode receber os seus clientes ou até mesmo um novo funcionário numa sala de reunião. Os telefonemas, por exemplo, primeiro passam por uma secretária e em seguida é que são direcionados a quem está usufruindo do coworking”, diz ela.

    Esta é uma prática que já é bem conhecida no mundo, com 81 países abrigando gente que usa este tipo de local para trabalhar. Pesquisas mostram que mais de 110 mil profissionais utilizam esses tipos de escritório. Uma outra vantagem do coworking é que ali é possível aumentar ainda mais a rede de contatos voltada para o trabalho, ajudando então no fomento dos negócios. Para ilustrar a situação, Camanho esclarece. “Por exemplo, uma empresa voltada para designer pode se interessar por um jornalista que está bem ali sentado ao lado e contratá-lo para fazer matérias que podem ser usadas no site da empresa ou se interessar por alguém que esteja lá e que possa servir de vendedor”, diz ela.

    De acordo com informações de comunidades de coworking brasileiras espalhadas pela internet, no país já existem mais de 100 escritórios compartilhados e eles estão presentes nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, entre outras.

    Coworking também é usado para amadurecer ideias

    Se você é um empreendedor e está em casa trabalhando sozinho no clássico home office, que tal então começar a dividir sua experiência em um escritório compartilhado? Como lá você terá contatos com outras pessoas, será perfeitamente possível também dividir experiências e fomentar ideias.




    No Brasil, coworking nasceu em 2008

    Tudo começou no ano de 2008, quando os primeiros escritórios compartilhados inciaram suas atividades no Brasil. Naquela época, pouca gente sabia realmente o que era isso e ainda hoje tem muita dúvida sobre o assunto, especialmente no que se refere em como dividir um local. Também havia reclamações de todas as ordens, mas de lá para cá o próprio modelo de negócio mudou bastante para melhor atender os clientes.




    FIQUE ATUALIZADO!

    Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here