Brasil é um dos que menos tem e retém mão de obra qualificada



    Brasil é um dos que menos tem e retém mão de obra qualificadaSegundo a International Business Report 2013 (IBR) da Grant Thornton International, o Brasil é um dos países que menos consegue reter funcionários qualificados, com uma média de 48 dias. Ele representa um dos índices mais baixos, se comparado com as 40 economias pesquisadas. A média global é de 70 dias. Além disso, encontrar mão de obra especializada também é um entrave no país.

    Contratar mão de obra qualificada leva tempo

    De acordo com a pesquisa feita, 48% do empresariado nacional leva até 30 dias para conseguir contratar um executivo qualificado; para 16%, esse tempo se estende até 60 dias e para 5%, a escolha de um profissional como aquele pode levar até 120 dias. O estudo contou com 12 mil empresas no mundo, sendo 300 no Brasil.




    De uma maneira geral, 58% dos entrevistados no país mostraram que existem muitas barreiras para encontrar futuros empregados que tenham o conhecimento necessário para seus negócios. “Geralmente, conseguir encontrar um executivo qualificado é difícil, então as empresas acabam contratando pessoal com menos experiência e treina-o na própria empresa” esclarece Paulo Sérgio Dortas, managing partner da Grant Thornton Brasil.

    Dificuldades em encontrar qualificados

    Na opinião de 76% dos entrevistados brasileiros, a ausência de determinadas habilidades é o maior entrave no momento da contratação, seguido da falta de características gerais como o trabalho feito em conjunto e a comunicação, com 69%. Em terceiro lugar, fica a questão da falta de todos os requisitos para ocupação do cargo, com 67% e inexperiência com 65%. A pouca quantidade de candidatos também é considerada um empecilho por 54% dos pesquisados.

     Ranking mundial na contratação de mão de obra 

    Os países que menos perdem tempo na contratação de mão de obra qualificada são a Turquia (23 dias), o México (31 dias), a Armênia e a China (37 dias). Em contrapartida, o Japão é o que mais demora para achar profissionais com habilidades, levando 116 dias em média. Em segundo lugar vem a Índia (96 dias), Malásia (93dias), Alemanha (92 dias) e Noruega (91 dias).

    Os entraves que ocorrem no Japão são um pouco diferentes daqui. Enquanto a maior dificuldade no Brasil tem a ver com a falta de qualificação dos profissionais, no outro lado do mundo o principal motivo é a baixa quantidade de gente querendo um emprego que exija determinadas técnicas e habilidades, de acordo com 79% dos entrevistados.

    Setores da economia que contratam mais rápido

    Os setores que contratam mão de obra qualificada mais rapidamente são os de turismo, hotelaria e tecnologia limpa, levando, em média, pouco mais de 50 dias para tal. Já a agricultura, silvicultura e a pesca são os mais demorados, gastando 96 dias, seguidos da área de prestação de serviços financeiros, alimentos e bebidas (84 dias) e saúde (75 dias).




    O desafio dos empresários é reter a mão de obra qualificada

    A grande questão dos empresários no mundo não é somente encontrar a mão de obra qualificada, mas também retê-la. De acordo com o IRB, 31% deles afirmaram não ter entraves em manter esses profissionais nas empresas e esse percentual no Brasil cai para 26%. “Contratando pessoal menos qualificado, as empresas encaram uma questão de mesmo porte ou até mais robusta: treinar e reter os profissionais”, diz Dortas.

    Perder empregados pode ser prejudicial para a saúde da empresa, neste sentido, a pesquisa revelou que 84% dos empresários têm projetos de elevarem os salários dos seus profissionais, com uma marca de 19% pretendendo aumentar acima da inflação.

    Principais efeitos da saída dos executivos qualificados

    Segundo o IBR, os principais efeitos sentidos na saída dos executivos qualificados são os seguintes: aumento de tarefas para a equipe que continua na empresa (48%); elevação dos custos operacionais (45%); problemas em iniciar novas práticas de trabalho (38%); declínio dos modelos de qualidade no contato com os clientes e demora no fortalecimento de novos produtos (ambos com 26%) .

    Fonte: Advice Comunicação Corporativa

    Título: Tempo médio de contratação de profissionais qualificados no Brasil é bem menor que a média global


    Autor: Dior

    Data: 18/03/2013




    FIQUE ATUALIZADO!

    Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here