BB financia pagamento de tributos das MPE’s



    Em tempos em que o comércio aumenta bastante o seu fluxo, como fim de ano impulsionado pelo Natal e começo de ano motivado pelas férias, carnaval e volta às aulas, por exemplo, os pequenos empresários se deparam com uma realidade muito dura: como pagar tantos impostos se ainda com tantas vendas o dinheiro que sobra para pagar tributos é tão pouco? Pensando nisso, o Banco do Brasil disponibilizou R$1 bilhão para ajudar estes empreendedores. Até agora, as micro e pequenas empresas conseguiram linhas de crédito para financiar o pagamento de seus impostos: o BB emprestou R$ 760,1 milhões para elas. Como o seu montante final destinado ainda não se esgotou, quem pretende ser beneficiado deve ir à agência mais próxima para tentar fazer a negociação. Desde que este tipo de serviço foi criado, em janeiro deste ano, até o dia 19 de março, mais de 25 mil clientes já passaram pelo BB.

    Quais são as empresas que podem obter as linhas de crédito do BB?

    BB financia pagamento de tributos das MPE’sNão são quaisquer empresas que podem obter especificamente esta linha de crédito voltada para pagamentos de impostos, mas sim, somente aquelas cujo faturamento anual é de até R$ 3,6 milhões. Se o interessado faz parte desse grupo, então não deve perder essa oportunidade: precisa fazer um planejamento e se tudo apontar para permitir que tome essa atitude, precisa procurar uma agência do BB. Depois de contrair o empréstimo, haverá um prazo para pagá-lo, que pode ser de até 24 meses, com até três de carência. A menor taxa de juros é de 0,88% ao mês, mas além dela também entra na conta a Taxa Referencial (TR).




    Entenda mais sobre este empréstimo oferecido pelo BB

    Segundo informações do BB, essa linha de crédito é fruto da união entre ele e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) . O objetivo desse empréstimo oferecido pelo banco é atender, especialmente, todos aqueles empreendedores comerciantes que estão necessitando de recursos para pagar tributos no começo do ano. Nesta fase, os valores são maiores devido ao aumento das vendas resultantes das grandes datas comemorativas, tais como as férias, o natal, ano novo, carnaval e volta às aulas.

    O BB ainda ressalta que existe uma economia de 90% no Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) em cima do empréstimo obtido, porque tal tributo não é cobrado na parcela de recursos do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) que faz parte de uma grande porcentagem do procedimento.

    Empréstimo concedido auxilia as micro e pequenas empresas que não têm garantias suficientes

    No momento em que o cliente for solicitar a linha de crédito para quitação de impostos, ele pode contratá-la sob garantias reais ou pessoais. Para aquelas micro e pequenas empresas que não dispõem de garantias suficientes, o BB oferece a oportunidade ao cliente do Fundo de Garantia de Operações (FGO), que assegura até 80% da transação e ainda dá chances de o empreendedor ter acesso a taxas mais baixas, auxiliando-o mais. No caso do empreendimento optar pelo FGO, a taxa mais alta é a TR mais ainda 1,86% ao mês.

    Título: Micro e pequenas empresas tiveram R$760,1 mi de empréstimos do BB
    Veículo: Exame
    Autor: Eduardo Cucolo do Estadão
    Data: 21/03/2013




    FIQUE ATUALIZADO!

    Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here