Tecnologia da informação nas organizações

1
1070

Tecnologia da informação nas organizaçõesO que é tecnologia da informação nas organizações? A gestão da informação e o gerenciamento de TI (tecnologia da informação) se expandiram e ganharam força desde os anos 80, depois vieram os anos 90, com o choque cultural da internet que readaptou os negócios e as formas de aprendizagem no ambiente corporativo.

A informação desde os primórdios tem demandado um sistema organizado para o tratamento de dados, isso torna necessário o uso da tecnologia e demandam também as mudanças ocorridas nos aparelhos, instrumentos e até gestão que envolve os sistemas de informação.

Estamos no que pode se chamar de era da tecnologia de informação, a sociedade busca inclusão digital como modo de sobrevivência, crescimento profissional, as empresas buscam tecnologia, inovação, recursos para investir em TI, melhorar seus processos e até vendas por meio da TI.

Por isso as medidas tomadas, quanto ao gerenciamento, governança de TI, e todas as soluções buscadas, pesquisadas e inovações na área de TIC (tecnologia da informação e comunicação), investimentos com indicadores de eficiência custo-benefício, e de acordo com a importância que a área possui no desenvolvimento econômico e cultural de toda a sociedade.

O novo papel dos sistemas de informações nas organizações

Os sistemas de hoje afetam diretamente o modo como os gerentes decidem, planejam os produtos e serviços que serão produzidos.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 5 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

Como as empresas podem usar TI para projetar organizações que sejam competitivas e eficazes? Este é o desafio atual, as empresas devem ter maior capacidade que o próprio poder de hardware e software, aplicar e usar tecnologia a fim de permanecerem competitivas ou para realização de benefícios de produtividade.

Na verdade as organizações precisam ser reprojetadas: terão de fazer mudanças fundamentais no comportamento organizacional, desenvolver novos modelos de negócios e eliminar as ineficiências de estruturas organizacionais antiquadas.

Para isso se faz necessário à informatização das empresas que seguem os estágios.

Estágios de informatização

No estágio de iniciação, verifica-se a automatização por meio da informática e como resultado disso a redução de custos, aprendizado tecnológico e orçamento.

No segundo estágio, há entusiasmo na equipe que necessita de uma maior conscientização, qualificação e até mudança no quadro de pessoal, sendo necessária a proliferação do valor agregado.

O desenvolvimento requer atenção especial aos bancos de dados, treinamento do usuário e análise dos sistemas utilizados.

A tecnologia da informação relacionada á estratégia da empresa

O desafio da gestão de tecnologia da informação é operacionalizar a TI para que se torne estratégica, por isso existem as fases de desenvolvimento.

Macfarlan (1984) destaca que a empresa apresenta as situações de suporte, fábrica, transição e estratégia.

Na fase de suporte, a TI é apenas um instrumento de trabalho, não tem influência nas decisões estratégicas.

Já na fase de fábrica, a TI, contribui para o sucesso, mas ainda não o cunho estratégico necessário, um exemplo disso, é como as companhias costumam utilizar a TI, apenas para serviços de atualização de dados. O desafio da companhia nesta fase é sair da etapa de operacionalização e ir para a fase estratégica.

E na fase de transição, a TI se torna estratégica, isso acontece apenas quando a TI passa a compor as unidades de negócios agregando valor ás decisões. Essa fase será eficaz se o sistema gerir a informação contida no produto e agregar valor á cadeia de processos, através do desenvolvimento continuo e melhoria de processos a TIC (tecnologia da informação e comunicação) cumpre seu papel de melhorar os processos, reduzindo custos e alcançado resultados.

A organização virtual

As empresas cada vez mais, estão se tornando organizações virtuais, ou seja, empresas em que os produtos e serviços, existem como informação digital.

Para essas organizações deve ser eficaz e essa integração deve ser dinâmica, buscar a melhoria continua e qualidade total. Essas organizações contam com fornecedores, em que se estabelece um relacionamento de credibilidade e estratégico na montagem da cadeia de valor informacional, para que seja possível a empresa administrar quais segmentos que deve dar maior ou menor importância terceirizar, produtos ou serviços de hardware, software e gestão da tecnologia.

O cenário da tecnologia e a organização virtual

 A organização é considerada virtual de acordo, com o nível de conectividade com as informações do mercado como um todo, e no caso da administração pública, a interatividade com o cidadão, o setor público tem sido o que mais investe em tecnologia da informação, uma consequência disso, é a desconcentração dos serviços prestados e diminuição das filas. A empresa que amplia o uso da conectividade, ganha também em economia de escala, ampliando a capacidade de velocidade, processamento e armazenagem.

Chamada convergência é conceito que se dá para o aumento da conectividade e expansão da capacidade tecnológica. Fonte: Governo Eletrônico – Os desafios da participação cidadã.

Essa convergência se torna realidade com o uso da capacidade para estabelecer o marketing, num mercado, cuja característica econômica, diz que a maioria dos lares e empresas conta com pelo menos um computador, então a inserção no marketing digital, hoje significa sobrevivência para as empresas.

O marketing digital virou uma realidade para as empresas brasileiras. Cerca de 90% das marcas brasileiras realizam ações de marketing digital, sejam por meio de sites, fóruns, redes sociais e até canais de venda pela internet, que é o que se chama de comércio eletrônico.

Potencial competitivo na organização virtual

O que muda na organização virtual é que a execução da estratégia de TI era alinhada á estratégia de negócio, o que muda é a estrutura de TI, não mais ser dependente da estrutura de negócios. A estratégia de negócios é impulsionada pela estratégia de TI.

Para esse mecanismo de potencial competitivo é necessário verificar o papel da alta direção da empresa, como fornecedor de visão de tecnologia, priorizado, visando diminuir as distâncias entre gerência e desenvolvedores de TI, para construir e administrar a infraestrutura, recapacitar a organização de TI e desenvolver alto desempenho.

 A comunicação e o uso da TI

Com o uso das internets e extranets, muitas organizações, encontram dificuldades para exercer a comunicação, localizar informações e outros desafios. O que torna a comunicação eficiente entre os setores é o bom uso da tecnologia da informação, quanto a esses aspectos que a internets e extranets devem ser eficientes, é torná-los em portais usuais, acessíveis e atraentes para o público interno e externo.

As empresas estão cada vez mais preocupadas em se tornar competitivas no ambiente web, para isso pesquisam sobre a opinião dos clientes sobre seus sites, participando também de redes sociais e blogs.

Muitos profissionais utilizam os blogs e descobrem como o consumidor está se comportando, como o mercado está evoluindo.

Existe uma colaboração virtual, permitindo que organizações ou indivíduos planejem ,projetem, desenvolvem, gerenciam e pesquisam produtos, serviços e aplicações de TI.

 As colaborativas tem sido de grande uso na cadeia de fornecimento com otimização de informações e fluxo de produtos.

Com o uso da tecnologia da informação nas organizações, a consequência será de um maior desenvolvimento empresarial e também uma melhor interatividade com o mercado e com os consumidores.

FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here