Planejamento Estratégico de Empresa – Como Fazer?



Planejamento Estratégico de Empresa – Como Fazer?O planejamento estratégico de uma empresa é o foco principal da administração, sendo responsável por parte significativa do sucesso dos negócios. Quer aprender como funciona e como fazer o planejamento estratégico de empresa? Confira.

Facilmente poderíamos postar aqui um modelo de planejamento estratégico de uma empresa, porém, acredite, isso não iria resolver os seus problemas, ainda pior, nem mesmo serve para se basear, já que um planejamento é único para qualquer empresa, tentar readequar é uma ideia que não funciona, acabando por perder tempo de trabalho e colocando em risco a sua empresa.




Por isso, resolvemos ensinar como fazer o planejamento estratégico de uma empresa, como funciona e em quais pontos tomar cuidado para não cometer erros.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 5 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

Está iniciando? Veja 4 dicas para jovens empreendedores que podem facilitar o seu sucesso.

Todos os dias estamos planejando algo em nossa vida, seja na parte financeira, laboral ou pessoal, assim, planejar é decidir previamente o que fazer e as formas de fazer, focando sempre em atingir um objetivo determinado. Ora, partindo desse conceito, planejamento estratégico de uma empresa nada mais é do que elaborar previamente técnicas para atingir um determinado objetivo, focando no como, o que e quando.

Planejamento estratégico de empresa – Níveis de estratégia

Antes de pensar nas estratégias e fases do planejamento estratégicos vamos trabalhar os níveis de estratégia. Os níveis correspondem aos principais setores que podem ser trabalhados a título de planejamento estratégico. Esse é o básico quando você for montar um planejamento.

Vamos aos 4 níveis, são eles:




  1. Corporativo
  2. Estratégia do negócio
  3. Estratégia Funcional
  4. Estratégia operacional

Estratégica corporativa

A estratégia corporativa corresponde ao setor administrativo, normalmente exercida pela direção da empresa.

Nesse setor serão trabalhados os investimentos que a empresa fará, novas aquisições de negócios, funcionários que serão contratados ou dispensados e até mesmo os negócios que deixarão de ser alvo principal da empresa.

Tem dificuldades para administrar sua empresa? Veja nossos conselhos de administração sem experiência.

Perceba que é, na verdade, estratégias que trabalham na esfera administrativa e corporativa da empresa. Outro ponto que podemos citar são os valores e visão social da empresa, também fazendo parte da estratégia corporativa.

Estratégia de negócios

A estratégia na área de negócios é uma visão geral das técnicas que podem ser aplicadas, seria como um “panorâmico”, porém, será focado em cada unidade, cada setor, e não na empresa inteira.

Estratégia funcional

Nesse ponto aprofunda-se ainda mais a estratégia de negócios, fazendo com que se foque em pontos chaves de cada unidade, como é o caso de estabelecer ações que serão tomadas, abordagens, funções, técnicas de vendas, entre outras estratégias.

Estratégia operacional

A parte operacional diz respeito mais a automatização dos processos da empresa, como é o caso da reposição e controle de estoque, campanhas de marketing e propaganda, expedição de documentos e manutenção dos produtos/equipamentos da empresa.

Como fazer o planejamento estratégico de uma empresa

A elaboração de um planejamento estratégico é relativamente simples, desde que sejam seguidas as etapas corretamente e focando na qualidade do trabalho.

Confira como fazer também um planejamento de comunicação.

Podemos dividir o planejamento estratégico em 7 etapas:

  • Visão e missão da empresa
  • Análise externa de oportunidades e ameaças
  • Análise interna de potencial e fraqueza
  • Elaboração de metas e objetivos
  • Formulação da estratégia
  • Implementação
  • Feedback e controle

Visão e missão da empresa

A visão ou missão da empresa é o objetivo final, é o que ela deseja atingir com o seu negócio, também podendo ser o que a empresa deseja ser, isso tanto socialmente quanto “referencial de negócio” ( a melhor X coisa do mercado).

Pense nas aspirações que a empresa deseja atingir, com isso você saberá qual é a missão/visão da empresa.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja nosso artigo específico sobre missão, visão e valores de uma empresa.

Análise externa de oportunidades e ameaça

A análise externa corresponde em conhecer o ambiente em que a empresa está inserida. Nesse ponto você precisa conhecer o que pode ou não afetar o seu negócio, como é o caso de fatores ambientais, culturais, sociais e econômico.

Pense da seguinte forma, você tem uma empresa de bebidas, porém, o governo lançou uma lei que proíbe as pessoas de beberam e dirigir, isso irá causar um prejuízo enorme no seu negócio. Essa é uma ameaça externa que deveria ser prevista.

Já a oportunidade pode ser encontrada em uma nova possibilidade de expandir o seu negócio, por exemplo, você tem uma empresa de fabricação de arame farpado, e descobre o surgimento de uma demanda crescente em ‘clipes”, você pode criar um novo seguimento e fabricar clipes para vender.

Faça periodicamente análises de mercado, com isso você conseguirá descobrir o que está em crescente expansão, verificar se o seu segmento possui estimativa de ganho, evitar e se prevenir de possíveis riscos.

Lembre-se também de analisar os concorrentes, consumidores, público alvo, entre outros fatores que correspondem a análise externa de oportunidades e possíveis ameaças.

Análise interna de potencial e fraqueza

Muitas vezes as pessoas encontram boas oportunidades externas que podem render um dinheiro incrível, mas esquecem de averiguar a sua capacidade interna para o negócio. Ora, de nada adianta você encontrar um nicho de mercado incrível se não possui mão de obra especializada, estrutura para executar, entre outras competências internas.

Trabalhe a parte técnica dos seus funcionários, contrate empresas especializadas para ministrar cursos, tenha planejamento de vendas e monte uma boa estrutura para que os seus colaboradores trabalhem, isso é fundamental.

Conheça mais sobre administração de equipes.

Elaboração de metas e objetivos

Você sabe por que a elaboração de metas e objetivos é tão importante para um negócio? Por incrível que pareça, existem inúmeros empreendedores que não sabem o porquê da importância disso.

Uma empresa sem objetivos e metas não possui um caminho a seguir, não sabe em que ponto deseja chegar, ainda pior, não tem nada para se basear, evitando que se consiga criar um planejamento estratégico.

Lembre-se disso: de nada adianta um planejamento estratégico se não existir um objetivo para ele!

Quer melhorar o marketing da sua empresa? Veja agora como elaborar um plano de marketing.

Vamos começar por distinguir metas de objetivos, até mesmo para que seja possível compreender tudo que está sendo dito.

As metas são visões, expectativas, “objetivos” mais amplos e gerais. Por exemplo, desejo comercializar 1.000 livros esse mês, essa é uma meta. Já o objetivo tem uma diferença significativa, o objetivo é a forma que você fará para vender esses 1.000 livros, serão diversos pequenos objetivos/tarefas, por exemplo, montar uma lista de pessoas que podem vir a comprar, manter em estoque a quantidade de livros necessárias e etc.

Uma forma de definir as metas é através de “frases”, por exemplo, tornar-se número 1 no segmento tal, prestar um atendimento X para os consumidores.

Está com receio de como fazer um planejamento estratégico pode influenciar a sua empresa? Veja como lidar com a mudança.

Para você conseguir elaborar bons objetivos eles devem ser: específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais.

Formulação da estratégia

Até o momento você trabalhou para encontrar os seus objetivos e metas, e acredite, não foi em vão, você precisa saber onde deseja chegar para, a partir disso, formular as estratégias para atingir o objetivo/meta.

Como o nosso objetivo é simplificar e ensinar você a fazer um planejamento estratégico eficiente e prático, vamos trabalhar com a “metodologia” de Michael Porter, o qual resume as estratégias em basicamente 3 grandes segmentos, dos quais você poderá trabalhar e desenvolver suas próprias estratégicas. Vamos lá.

Liderança de custos

Na liderança o foco é reduzir os custos de distribuição, armazenamento, funcionários, enfim, tudo que for possível reduzir sem, necessariamente, afetar o negócio/empresa. Claro, você não irá reduzir os funcionários a um nível inaceitável se a demanda exigir, mas pagar funcionários desnecessariamente é um custo que não é preciso ser assumido.

Confira algumas estratégias de redução de custos.

O objetivo dessa técnica é conseguir reduzir os custos de uma forma que possa ser repassado para o preço, consequentemente, fazendo com que os produtos fiquem mais baratos e melhore a circulação de venda, sem necessariamente diminuir o lucro.

Diferenciação

A diferenciação baseia em se empenhar em uma determinada área ou função para se sobressair e se diferenciar da massa. É, na verdade, focar os esforços para ser acima da média em uma área ou função, assim, torna-se referência e melhora as vendas.

O objetivo da diferenciação é fazer com que a empresa se torne referência em um aspecto, com isso, toda vez que alguém desejar um produto com a característica que a empresa é referência, irá procurá-la.

Aprenda sobre formação de preços de vendas.

Implementação do planejamento estratégico

De nada adianta criar todo o planejamento estratégico e não conseguir implementá-lo. A implementação consiste em por em prática tudo que está no papel, exatamente nos moldes elaborados.

Normalmente a implementação depende de fatores como funcionários dedicados a trabalhar de acordo com o planejamento estratégico, boa gestão administrativa e valores compartilhados entre os colaboradores. Quando isso estiver presente raramente a implementação será infrutífera.

Feedback e controle

Depois que o planejamento estratégico está sendo executado, você precisará acumular informações de consumidores e colaboradores, formando assim um feedback de como tudo está “ocorrendo”.

Faça pesquisas de informações junto aos consumidores para saber como a equipe de venda está se saindo.

Outro ponto importante é o controle de toda a gestão das equipes que estão funcionando no planejamento estratégico. Faça reuniões mensais (no mínimo) para poder controlar como as pessoas estão se relacionando e como as áreas distintas estão conseguindo se adequar com o planejamento.

Que tal fazer um planejamento estratégico de empresa?




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here