Investir em ações: Riscos e Tipos de Análises

Investir em ações
Investir em ações

Está preocupado em investir o seu dinheiro? Já pensou em investir em ações? O que você sabe sobre isso? São comuns as dúvidas no tocante a investir em ações, ainda mais por ser uma área restrita a poucas pessoas, já que é preciso ter dinheiro para investir.

 

O investimento em ações é um negócio considerado arriscado, porém, a possibilidade de ganhos incríveis existe. Por isso, entender o funcionamento, formas de ganhar dinheiro e se proteger são muito importante. Tenha em mente, existem formas de ganhar dinheiro ao investir em ações que não são tão arriscadas, você arriscará pouco! Quer saber mais?

Investir em ações levanta muitas dúvidas dos interessados. As pessoas observam aqueles números sofrendo variações, porcentagens, sobe e desce, mas, na verdade, ninguém entende nada! Ah, não podemos deixar de falar também daqueles que acreditam que as pessoas ganham dinheiro ao investir em ações porque tem SORTE!

Sorte ajuda, mas para ganhar dinheiro com ações é preciso estudo, aprender as técnicas de análises gráficas e fundamentalistas. Não é um jogo de azar, é um mercado de investimento.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 5 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

Veja esse texto de onde investir seu dinheiro, pode ajudar.

O que são ações?

É impossível pensar em investir em ações sem saber o que significa ações no sentido investimento.

Ações, também chamadas de papéis ou ativos, são pequenas frações de direitos. Pense da seguinte forma, uma empresa é dividida em 100 pedaços pequenos e cada pedaço é vendido para 1 pessoa, cada pessoa terá direito a voto (não necessariamente em todas as ações), receberá se existir a valorização da empresa e para isso pagará um valor que será revestido para a empresa.

Bom, basicamente isso são ações, é uma pequena fração de participação da empresa, fazendo com que o comprador se torne acionário, uma espécie de sócio.

Sabendo o conceito do que é uma ação, tente entender esta notícia: Telebras resiste a fazer oferta de ações públicas.

Tipos de Ações

Existem basicamente dois tipos de ações, as Ordinárias e as Preferenciais.

Ambas as modalidades permitem a possibilidade de ganhar dinheiro através da valorização ou desvalorização das ações, porém, as ações ordinárias conferem direito ao voto nas assembleias legislativas. Para ‘balancear’ esta desvantagem, as ações preferenciais tem prioridade no pagamento dos dividendos das empresas, o que é uma ótima forma de rentabilizar o dinheiro.

Como funciona a volatilidade dos ativos

Que os valores das ações sofrem variações todos sabem, mas afinal, você sabe o porquê isso acontece? Ou melhor, o que faz uma ação subir ou diminuir de valor?

Essa resposta é bastante simples: Oferta e Demanda/desenvolvimento da empresa.

Uma ação sofre variações de acordo com a oferta e demanda, por exemplo, se existir muitas pessoas oferecendo um ativo, os compradores desejarão comprar mais barato, afinal, estão desesperados tentando vender, sendo que, sempre existe alguém para vender mais barato. Já o contrario ocorre quando uma ação está no seu ápice, com grande probabilidade de alta, neste caso, os investidores desejam comprá-la e, caso alguém queira vender, com certeza exigirá um valor mais alto, fazendo com que a ação seja valorizada.

Outro ponto fundamental na valorização ou desvalorização de um ativo financeiro é o desenvolvimento da empresa. Todas as ações existentes correspondem a cota/parte de uma empresa, ora, se esta está em ascensão ou estimasse um grande desenvolvimento na empresa, seus papéis/ações na Bolsa de Valores subirão, já o contrário ocorre se a empresa estiver em “maus lençóis”.

Tenha em mente que o mercado trabalha com meras especulações e estimativas, ou seja, observando o futuro de uma empresa ou ação.

Veja os melhores ramos para investir.

Formas de investir em ações

Se você pensa que é apenas comprar a ação e esperar subir a única forma de ganhar dinheiro ao investir em ações está muito enganado!

Vou explanar as 3 formas principais de ganhar dinheiro nesse ramo, mas existem mais!

1. Compra: essa modalidade é a mais conhecida pelos leigos, nela você compra uma ação X acreditando que ela terá uma valorização e, caso suba seu valor, vende-se, recebendo a diferença.

2. Venda: na venda ocorre o oposto do acima descrito, vende-se uma ação que você não possui, neste caso é necessário alugá-la por um período X. Assim, você vende algo que não tem e acredita que aquele ativo financeiro terá uma desvalorização, com isso, você comprará mais abaixo para devolvê-la, recebendo a variação.

Devido a dificuldade de entender essa forma de ganho, iremos dar um exemplo concreto do dia a dia.

Você tem um notebook que vale R$ 2.000,00 reais e acredita que dentro de 1 mês ele estará em promoção por R$ 1.500,00 reais. Pois bem, você vende seu notebook por R$ 2.000,00 reais para um amigo e, como você previu, no próximo mês consegue comprar o mesmo notebook por R$ 1.500,00 reais. Perceba, você teve um ganho de R$ 500,00 reais. Nessa mesma ótica funciona o ganho através de venda de ações.

3. Dividendos: adquirir ações pensando nos dividendos é uma ótima opção para pessoas que desejam trabalhar com menos riscos na Bolsa de Valores, normalmente são aquelas que possuem perfil mais conservador. As empresas fazem o pagamento de uma parcela dos lucros obtidos pela empresa de X em X períodos (normalmente anualmente), estes valores são pagos proporcionalmente aos sócios. O nome dado a esses valores é dividendo.

Que tal conhecer alguns negócios para trabalhar em casa? Quem sabe assim você guarda dinheiro para investir em ações.

Como prever os movimentos ao investir em ações

Anteriormente eu falei que ganhar dinheiro ao investir em ações não depende de sorte, claro que ajuda, mas não será isso que lhe tornará um investidor de sucesso. Isso porque é possível prever em grande parte dos casos o movimento que a ação terá, ou seja, se terá valorização ou desvalorização.

Duas são as formas de análise de um ativo financeiro: gráfica e fundamentalista.

Análise gráfica ao investir em ações

A análise gráfica consiste em observar o movimento da ação e, através de ferramentas, encontrar padrões repetitivos, descobrindo o movimento posterior, já que tende a se repetir.

Por exemplo, uma ação de uma empresa de fabricação de casacos de pele terá um maior índice de alta no inverno, pois seu faturamento é maior, isso refletirá nos gráficos.

Algumas das ferramentas mais empregadas em análises gráficas são Fibonacci, linhas de suporte, parábola, médias, entre outras.

O mais apropriado é fazer cursos sobre Análise Gráfica de ativos financeiros, assim irá aprender também padrões de candle e formas de minimizar eventuais perdas.

Normalmente a análise gráfica é utilizada para trades (operações) periódicas, com prazo máximo de 1 mês entre compra/venda.

Análise Fundamentalista

A análise fundamentalista consiste em analisar a história e desenvolvimento da empresa.

Nesse tipo de análise costuma-se observar fatores como o balanço mensal e anual da empresa, investidores, direção, tecnologia que utiliza, possibilidade de crescimento, risco de falência, entre outros.

O interessante na análise fundamentalista é encontrar empresas que estão iniciando, os chamados ‘micos’ na Bolsa de Valores. Quando encontradas empresas que estão iniciando e com forte potencial, desde que bem investido, consegue-se ótimos retornos.

Porém, cuidado com a liquidez, pois você pode comprar os ativos financeiros de empresas muito pequenas e não ter para quem vender.

O interessante é sempre fazer uma análise aprofundada.

As análises fundamentalistas costumam ser melhor utilizadas e empregadas quando o prazo de estimativa de retorno é superior há 6 meses.

Outras modalidades de ganho

Você certamente já ouviu falar em mercado futuro, opções, venda de moeda, comodities e por ai vai. Estas são modalidades mais incomuns, que normalmente são mais arriscadas.

Por exemplo, quando falamos em compra e venda de dólar na bolsa de valores, existe uma quantidade mínima de contratos que é necessário trabalhar, salvo melhor juízo, compreende R$ 25.000,00 reais (o mínimo).

Comodities são na verdade parte do mercado futuro. Quando tratamos dessa modalidade falamos em vender soja, trigo, milho, animais e etc.

Já as opções é a modalidade de ativo financeiro mais arriscada na Bolsa de Valores, isso porque a variação diária é muitas vezes superior a 80%. Uma opção costuma ter preços em centavos, o que torna a variação ainda maior.

Quando as pessoas quebram na Bolsa de Valores ao investir em ações é porque, normalmente, investiram nessas áreas de alto risco, objetivando um lucro absurdo passivo de enriquecer uma pessoa, porém, não é a melhor oportunidade.

Por fim, lembramos que atualmente existem os chamados fundos de investimentos imobiliários na Bolsa de Valores, em que é possível comercializar cotas de grandes empreendimentos, como é o caso de Shoppings, construções de prédios, entre outros. Nessa modalidade o comprador receberá parte do aluguel e também terá sua parcela na valorização, podendo comercializar depois, exatamente igual como é feito com as ações.

E você, gostou? Pronto para investir em ações?



FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here