Globalização e meio ambiente



Globalização e meio ambienteA globalização consiste em processos que intensificaram profundamente a conexão entre o meio econômico, político e sociocultural, estabelecendo uma enorme integração intra e intercontinental.

Essa globalização gerou o “encurtamento” ou “diminuição” das distâncias porque a evolução tecnológica desencadeada por ela trouxe melhorias importantíssimas nos meios de telecomunicação e transportes, fazendo uma viagem que durava dias pudesse ser feita em apenas alguns minutos ou horas, e fatos que demoravam meses para serem noticiados a outros países ou continentes pudessem ser divulgados em tempo muito pequeno ou até mesmo em tempo real. Além disso, o barateamento de produtos de telecomunicação e transporte também promoveu esse “encurtamento”.




Porém, ela não surgiu somente para encurtar as distâncias e facilitar as relações sociais, mas também com o intuito de suprir uma necessidade do capitalismo, gerando uma rede de conexões entre cidades, estados, países e continentes chamada de Aldeia Global.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 5 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

Até então estamos abordando o conceito e origem da globalização e você deve estar se perguntando: “Mas onde o meio ambiente entra nessa história toda?”.

Acontece que com a expansão do capitalismo promovida pela globalização, o consumidor obteve vantagens, já que os serviços e produtos tiveram sua qualidade significativamente aumentada, mas a qualidade de vida diminuiu, pois a grande maioria das empresas não respeita o meio ambiente nem o próprio ser humano (apesar de ser consumidor).

Essa falta de respeito ocorre porque a globalização tomou proporções gigantescas e sem a conscientização em prol da conservação do meio ambiente, muitas empresas, objetivando gerar renda, atropelam a natureza sem pensar nas consequências dos seus atos.

Consequências da globalização

A conjuntura atual nos permite inferir que a globalização e suas consequências irão perdurar por muito tempo, já que esse acontecimento promoveu muitos benefícios para a economia mundial. Assim, podemos saber que o meio ambiente e tudo que o envolve têm sido e será continuamente afetado pela globalização, pois os impactos que ela gera no ambiente são gigantescos e advém, principalmente, dos hábitos de consumo e sistemas produtivos das populações.




Uma das principais problemáticas que agravam os efeitos da globalização é a existência de uma legislação ambiental ainda deficiente, limitada e pouco rígida em muitos países. Isso, somado ao fato de que a maioria das corporações passa por cima das leis, faz com que o ambiente acabe sofrendo as consequências.

Infelizmente, pouquíssimas empresas se importam com a conservação ambiental e atuam sob as diretrizes de um desenvolvimento sustentável. A grande maioria polui, desmata (e mata), queima, e acaba desencadeando várias implicações, que apesar de muito conhecidos são pouco evitados e tratados.

Veja  alguns dos malefícios causados pela globalização ao meio ambiente:

1. Busca por produtos naturais

A globalização promoveu uma ampliação da economia mundial e com a facilitação de misturas culturais, devido o avanço dos meios de telecomunicação (principalmente pela internet), o mercado consumidor passou a procurar mais por produtos naturais – o que é muito contraditório: gostar de produtos naturais e ainda assim não cuidar da natureza – de natureza vegetal e animal, o que pôs em risco agravante a preservação de espécies (muitas delas, ameaçadas de extinção) e provocou muitos prejuízos ao equilíbrio do meio ambiente.

2. Utilização de agrotóxicos e produção de transgênicos

A tecnologia gerada na globalização proporcionou o avanço de estudos no ramo da biologia e, por conseguinte, da biotecnologia. Devido à necessidade de aumentar a demanda de alimentos, de “melhorá-los” para o consumo e de reduzir a manifestação de pragas que acarretam na perda de alimentos (e consequentemente de lucro), muitas empresas passaram a aumentar a utilização de agrotóxicos nas plantações e investir na produção de alimentos geneticamente modificados. Ambas “tecnologias” utilizadas por agricultores podem ser lesivas ao ambiente e a nós, pois como consumidores, podemos estar ingerindo alimentos que possuem uma quantidade prejudicial de agrotóxicos e podemos estar consumindo alimentos geneticamente modificados sem saber que proporção isso tomará futuramente no nosso organismo.

3. Desmatamento e queimadas

A necessidade da utilização de grandes extensões de terra (por empresários para cultivo do gado, para implantação de indústrias, e para o crescimento das cidades) tem aumentado a queimada e derrubada de florestas, e acabam prejudicando o solo e agravando a poluição atmosférica. Esses desmatamentos e queimadas aniquilam diversas comunidades de espécies variadas, podendo causar extinções, e promovem a erosão e empobrecimento do solo.

4. Poluição Ambiental

A poluição do ambiente se dá de diversas formas, desde uma criança que joga uma “simples” embalagem de bombom na rua até grandes indústrias que produzem quantidades exacerbadas de gases poluentes e, muitas vezes, tóxicos. Todo o lixo gerado raramente é reciclado ou destinado a locais adequados, isso acaba causando o entupimento de esgotos e dificulta a passagem de água durante a chuva, o que acarreta alagamentos e consequentemente doenças. Nesse contexto, a globalização influencia na poluição do ambiente, devido o grande consumo de produtos e, por conseguinte, de embalagens, destinadas incorretamente. Além dessa poluição urbana, a globalização também gera poluição visual e sonora.

5. Biopirataria

A biopirataria, no contexto da globalização, consiste no fato da exploração e patenteamento dos nossos recursos ambientais e também de conhecimento. Muitas empresas visam a utilização do nosso patrimônio genético, desejando se beneficiar de toda a biodiversidade (fauna, flora) e cultura brasileira, com fins, principalmente, lucrativos. Isso porque várias espécies da nossa flora são muito utilizadas para a fabricação de remédios e perfumes, por exemplo. A fauna brasileira é muito rica e bela, e por isso a exportação de animais é muito visada, entretanto muitas dessas exportações são ilegais e acabam machucando, estressando e às vezes causam a morte da maioria dos animais (sem falar dos animais que são mortos somente para usar a pele, couro, chifres, etc.). Toda essa biopirataria causa um profundo impacto na natureza, e deve ser constantemente evitada e fiscalizada.

6. Êxodo rural

Com a substituição dos trabalhadores rurais por máquinas, eles passaram a ocupar as cidades sem planejamento adequado, o que causa desmatamento para construção das casas, e consequente assoreamento de rios e erosão do solo.

7. Aquecimento global (Efeito estufa)

Esse fenômeno é natural, porém, vem sendo intensificado após a globalização, devido a constante queima de combustíveis fósseis e consequente emissão de poluentes, como o gás carbônico.

8. Rarefação da Camada de Ozônio

Esse é um fenômeno que também é natural em alguns períodos do ano, quando a camada de ozônio torna-se mais fina devido algumas reações químicas, mas que torna à sua configuração original depois de um tempo. Entretanto, as atividades diárias do homem têm acelerado esse processo pela liberação de algumas substâncias que destroem essa camada (as substâncias mais conhecidas são os clorofluorcarbonetos ou CFCs, existentes em refrigeradores, aerossóis, etc.). Essas substancias entram em contato com o ozônio (O3) e formam moléculas de oxigênio (O2), acarretando no “desgaste” da camada de ozônio.

Benefícios da Globalização

Felizmente, a globalização não trouxe apenas desvantagens para o meio ambiente e, devido à conscientização de alguns, já existem opções sustentáveis de manter o ambiente sempre à nossa disposição.

Atualmente existem carros que poluem menos ou quase nada, sacolas e copos descartáveis que são degradados mais rapidamente pelo solo, bioenergias que evitam a queima de combustíveis fósseis, etc. Ou seja, há solução, basta que cada ser humano seja consciente dos seus atos e que preserve a natureza utilizando a globalização e o meio ambiente de forma conjunta.




FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

4 COMENTÁRIOS

  1. Muito boa a explicação, me ajudou bastante nesse momento, pois estou fazendo um trabalho sobre isso. Arigato 🙂

    :
  2. Ajudou bastante, estou fazendo um trabalho bastante detalhado sobre isso, infelizmente não foi o suficiente para completar o meu trabalho, mas ja ajudou bastante, obrigada mesmo, bem detalhada essa explicação!

    :

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here