Alavancagem Financeira – Aprenda Como Fazer

1
1537
Alavancagem Financeira
Alavancagem Financeira

Já pensou em fazer uma alavancagem financeira para melhorar os lucros do seu negócio? Veja agora como funciona!

O índice de lucratividade da sua empresa está estagnado? Então é o momento de mudar esta situação! Ter um lucro estável é relativamente bom, desde que os valores obtidos não estejam abaixo das expectativas. Porém, e se isso acontecer? Nesses casos é necessário adotar métodos que sejam capazes de melhorar os seus rendimentos. Afinal de contas, você não quer ter um faturamento ruim constantemente, não é mesmo?

Claro, ser pego pela sazonalidade é algo totalmente normal, nem sempre se consegue manter lucros volumosos, porém, deve-se “lutar” para consegui-los com a maior frequência possível.

Há diversas formas de promover uma mudança positiva nos seus lucros, dentre elas está a alavancagem financeira, que consiste no ato de captar recursos financeiros de terceiros para otimizar os seus rendimentos, sem utilizar o capital do caixa da empresa. Apesar de esta prática ser cada vez mais usada, é preciso tomar cuidado, pois ela também expõe o negócio a riscos, quando feita incorretamente, é óbvio.

A alavancagem financeira é composta por diversas etapas, que precisam ser cumpridas cautelosamente, do contrário ela pode mais atrapalhar do que ajudar.

Sua Ideia de Negócio é Lucrativa?

Saiba quais são as 5 Perguntas Poderosas que podem salvar seu negócio antes mesmo dele ser criado. Evite cometer os ERROS COMUNS dos empreendedores de primeira viagem. Saiba mais...

PS: No final eu apresento uma ferramenta que pode triplicar suas chances de sucesso com um negócio próprio. Clique aqui!.

Para impedir que vocês, leitores, façam algo errado e tenham prejuízos, montamos esse texto exclusivo sobre alavancagem financeira. Chega de dificuldades, é hora de ter bons rendimentos todos os meses!!! Confira abaixo:

O que é alavancagem financeira?

A alavancagem financeira pode ser definida como uma forma que a empresa tem de angariar recursos financeiros para maximizar os seus lucros, utilizando-se de verbas de terceiros como, por exemplo, ações empresariais, debêntures e empréstimos. De maneira mais prática, pode-se dizer que a alavancagem é um meio de multiplicar as receitas através do endividamento.

A partir da aplicação da alavancagem financeira, a empresa consegue dinheiro para injetar no seu caixa, podendo aumentar a lucratividade sem a necessidade de fazer retiradas de outros setores, o que poderia comprometer as suas finanças e a execução das atividades.

Como se nota, este procedimento é vantajoso para os negócios com carências de caixa, mas deve ser executado com o máximo de cautela para não deixá-los extremamente endividado.

Simplificando, você poderá ter um nível de endividamento que seja possível “pagar” com o retorno que terá a partir da alavancagem financeira.

O que a alavancagem financeira faz por você?

A alavancagem financeira tem sido cada vez mais utilizada pelas empresas, pois realmente resulta em benefícios eficientes e rápidos. Primeiramente, o uso da captação de verba de terceiros faz com que a empresa traga mais dinheiro para o seu caixa, criando um fluxo de caixa incrível, aumentando os seus rendimentos automaticamente, dispensando a necessidade de mexer nas finanças de outros setores.

Ao ter mais dinheiro em caixa, a empresa pode utilizá-lo para fazer novos investimentos e colocar projetos em prática, o que lhe possibilita variar o seu portfólio e otimizar a gestão e aplicação das suas verbas, conquistando benefícios que refletem no público interno e externo. Além disso, o uso da alavancagem financeira também é eficiente para atrair investidores e parceiros para a execução de planejamentos.

Quando fazer a alavancagem financeira é positivo?

Você deve ter consciência plena de que a alavancagem financeira é um método que traz benefícios para a empresa, mas que também a coloca em riscos. Por isso, é importante assimilar que este não é um procedimento a ser feito toda hora e, muito menos, sem calcular as ameaças que o negócio ficará exposto. Afinal de contas, a empresa irá contrair uma dívida e deve ter a capacidade de pagá-la para não entrar em uma bola de neve.

Sempre aconselhamos a ter um planejamento estratégico para utilizar a alavancagem financeira, o qual preveja também as formas de pagamento dos valores, bem como prazos para isso.

Provavelmente, você esteja se perguntando: quando fazer a alavancagem financeira? Este método de levantamento de dinheiro por meio de terceiros tem que ser feito somente quando os lucros da empresa estiverem estagnados e não haja mais recursos internos para serem utilizados.

Como fazer a alavancagem financeira?

O processo de alavancagem financeira é constituído por etapas, pois a sua decisão de pegar dinheiro emprestado de outra “corporação” é algo muito sério e só deve ser tomada quando houver o máximo de segurança para ambas as partes. Se você quer ampliar os rendimentos da sua empresa, acompanhe abaixo como fazer a alavancagem financeira:

1 – Avalie se a alavancagem financeira será vantajosa para a empresa

A alavancagem financeira só deve ser feita se for extremamente vantajosa para a empresa, do contrário é melhor buscar outro método para multiplicar os seus lucros.  Sendo assim, a primeira coisa a ser feita é avaliar se a empresa realmente está carecendo de uma inserção de capital externo ou se é possível buscar recursos financeiros dentro do próprio negócio.

Antes de tomar a decisão de solicitar “empréstimo” de dinheiro, é recomendado fazer um estudo interno, em que a empresa possa analisar se pode tirar dinheiro de outros setores, se pode cortar despesas para economizar ou se realmente a única solução é recorrer ao “empréstimo”. Caso você tenha chegado à conclusão de que é realmente necessária a alavancagem financeira, também é importante fazer um levantamento de todos os benefícios que a alavancagem irá agregar ao seu negócio.

2 – Onde encontrar parceiros para a alavancagem financeira

A alavancagem financeira consiste no pedido de empréstimo a terceiros. Por isso, é de fundamental importância saber onde encontrar parceiros que estejam dispostos a investir no seu projeto. A sua “missão” é descobrir os locais em que estes investidores estão, de preferência aqueles que mais se assemelham com a proposta do negócio.

Não vou dizer que vai ser fácil conseguir pessoas que estão dispostas a emprestar para a sua empresa. Pense da seguinte forma, se decidir pedir recursos já exige uma série de análises, imagina emprestar?

Os principais locais para conseguir parceiros para alavancagem financeira são bancos, debênture, que são títulos de crédito que podem ser adquiridos em diferentes valores. Além de ações empresarias de organizações de grande porte e empresas especializadas em empréstimos.

3 – Procure bons parceiros para a alavancagem financeira

Para que o seu processo de alavancagem financeiro seja eficiente e vantajoso não basta apenas saber onde estão os parceiros, é necessário saber escolher os melhores, ou seja, aqueles que mais podem apresentar benefícios para o seu negócio. Para começar, o ideal é fazer uma sondagem com diferentes opções de possíveis credores.

Portanto, faça uma lista e visite as suas alternativas de parceiros. Só decida com quem vai fazer o empréstimo para a alavancagem financeira depois de avaliar se a empresa tem todo o valor requerido para emprestar, se oferece condições de pagamento e juros que estejam de acordo com a sua realidade de lucratividade.

Veja que é necessário estar atento à gestão financeira do seu negócio, verificar se o mesmo permite a utilização da alavancagem financeira.

4 – Calcule os riscos do valor emprestado

Qual é o valor que a sua empresa irá pedir emprestado? Ao definir essa questão é essencial que a empresa calcule os riscos do valor solicitado. Por isso, é preciso checar em quanto tempo a quantia emprestada poderá ser paga, qual é o valor de juros e taxas que irão incidir sobre a dívida e se, ainda assim, o empréstimo compensa.

A partir dos resultados da sua análise é preciso calcular e analisar se os riscos que a sua empresa correrá valem à pena. Por exemplo, é importante checar se o potencial de crescimento do negócio está de acordo com o valor emprestado, ou seja, irá conseguir produzir rendimentos suficientes para arcar com a despesa que está contraindo?

Para calcular os riscos, uma boa dica é contratar um contabilista especializado e, juntamente com um plano de ação bem elaborado, verificar a possibilidade de atingir os objetivos. É aconselhável reunir todos os “gestores” da empresa, ou seja, aqueles que estejam intimamente ligados à administração e que possam auxiliar. Essa atitude não deve ser tomada “porque acha que é bom”, mas sim fundada e estudada, inclusive com a análise de planilhas de fluxo de caixa, entre outras.

5 – Aplique a alavancagem financeira para multiplicar os lucros

A alavancagem financeira não deve ser feita apenas para injetar dinheiro no caixa da empresa, do contrário a tendência é que ela não consiga otimizar os seus rendimentos, nem mesmo para arcar com o pagamento do empréstimo.

Então, antes de pedir o empréstimo determine a finalidade que ele terá, o ideal é que o valor seja utilizado para multiplicar os seus lucros, podendo ser empregado em novos projetos que irão atrair os clientes e aumentar o consumo dos seus produtos ou serviço como, por exemplo, lançar uma nova linha no mercado para atender a uma demanda que já existe. O importante é investir para que dinheiro renda mais e não fique parado.

Assim, podemos facilmente perceber que a alavancagem financeira pode ser uma boa opção para empresas que estão com seus lucros estagnados, que, embora tentem de todas as formas aumenta-los, nada funciona.

Sabemos que para conseguir alterar os ganhos é preciso algo novo, e normalmente, este algo novo exige recursos. Porém, não afunde o seu negócio de vez, faça a alavancagem financeira fundada em verdades consistentes.

E você, que tal fazer a alavancagem financeira e nos contar o resultado?

FIQUE ATUALIZADO!

Receba Sacadas de Negócios Diretamente no Seu E-mail!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA